quinta-feira, 21 de junho de 2012

Meu Pecado





O meu pecado é amar...
E ao correr esse sangue quente nas veias a dissipar as dores dos dias turvos, esquecer de que a vida não me trás a realidade que anseio, e esqueço tudo e amo, amo e sonho, anelo, mesmo quando percebo que não há de chegar o dia que nossas almas voltem a se encontrar, apesar de que esta minha alma chorosa  busca a sua incessantemente quando durmo e sonho, quando choro e as lágrimas percorrem meu corpo e caem no chão querendo encontrar o rio de teu amor. Ainda que a distância e o tempo tenha nos distanciado, nos afastado momentaneamente, ainda assim minha alma perturba a sua quando suspira e grita teu nome, quando em prazeres ante ás lembranças dos nossos encontros constantes sente e treme de prazer e assim toca a tua, louca de saudade de me ver.
O meu pecado é não te esquecer...
E ao percorrer e dar volta no diário de nosso tempo músicas e poesias são registros de nossa louca felicidade, das madrugadas ao pé da janela nos amando em claridade, corpos colados em suor, e assim eu sinto que nunca mais sentirei prazer feito o teu, e ainda assim minha mente divaga procurando a tua, meu corpo preso no teu querer.
Por que é preciso sofrer pelos desatinos da vida?
Por que numa noite fria estou aqui sem te ver?
Restam dores e sentimentos inexplicáveis, saudade, nostalgia e vontades. Vontade de me aninhar a teus braços e dormir de novo teu sono, velar sua noite, alisar teus pés numa massagem relaxante e beijá-lo por tudo que fostes e és: Meu tudo!
O meu pecado é ser poeta...
As pessoas não entendem este escrito, acham que sou poetisa, que sou amiga das letras e escrevo pra alegrar, divertir e emocionar, no entanto sou eu escrava desses versos que ao invés de me prenderem me libertam, trazem vida e sustento pra minha alma tão cansada poder continuar a caminhar esse caminho de esperança... Que nunca chega! Porém nunca se cansa... De esperar, de te amar, de desejar um só segundo ver tua face, ouvir teu gemido a chamar meu nome e dizer que aquele momento nasceu pra me amar.
O meu pecado é ser quem sou...
Infeliz por te perder a cada dia que passa e estás tão longe de mim.
Quisera apenas um desejo atendido: Ter sua mão aqui, a me tocar, me encantar, colher minhas lágrimas e devorar minha boca.
 Numa ânsia louca de te amar ter o mais excitante dos orgasmos, pois minha alma voltaria ao lugar de onde se perdeu... Teu olhar!
Paula Belmino

14 comentários:

Mamãe Coruja Mari Hessel disse...

Paula, é incrível como podemos sentir essa sua dor, sua sede de amor, emoção forte da alma...
Como sempre arrasando!

beijinhos
Mari

Eliane mãe Barbara Alves disse...

Sem palavras, você é simplesmente ótima com as emoções os sentimentos.
Ameiiii

Vida disse...

Simplesmente maravilhoso.... Fico sem palavras diante de tanto amor e dor, que juntos estão caminhando...

Kelly Holanda disse...

Muito lindo!!
adorei cada palavra, parabéns por escrever tão intensamente.
Beijão

Terlei.....Recanto Neves disse...

Lindas palavras feitas de emoção

Terlei.....Recanto Neves disse...

Lindas palavras cheias de emoção

Toninhobira disse...

Uma dor e uma saudade que escorre em cada frase.A esperança que ali vive e faz recriar momentos tantos de real felicidade.
Um abraço Paula.
Bom fim de semana com paz e luz.

Rafael Sousa Fotografia disse...

Sensacional, ha muita verdade e emoção nas suas palavras.

Dany Araujo disse...

Lindo mesmo Paula, espero que não seja o que vc esta sentindo, pq ninguém merece sofrer assim, bjão!

Isabelly Nicole Medeiros disse...

Nossa que Lindoooo Paula,com esse poema podemos sentir tudo o que está sentindo,saiba que um dia por mais que demore,o amor vai vim para te completar e te fazer feliz,sua poesia é simplesmente magica,adorei
Danny e Isa.

Anônimo disse...

É lindo quando nossos sentimentos são expressos através das palavras!

Adorei!!!!!!

Splendor Wesley

Anônimo disse...

.............................
Colocando seus sentimentos em um belo poema.... lindo de verdade...

Ana Paula disse...

Linda as tuas palavras, comovem, transportam...
Alice está linda, cada vez mais!
Obrigada pelo carinho.
Beijo e um ótimo final de semana.

Maurélio disse...

Lindíssimos versos, fortes e doces emoções aflorando em tua poesia,amei,beijos querida amiga, poetisa Paula