sábado, 9 de março de 2013

Tal como as árvores.














Quero a liberdade da vida
O ar puro das florestas
Quero viver em festa
E na natureza fazer minha casa.
Quero correr dentro das matas
E ficar nas árvores como os pardais
Quero brincar com as flores
E das folhas curar meus ais.
Quero a vida do verde.
Quero ser como as borboletas
Que tomam o néctar como se fora amor em castiçais.
Quero ficar no casulo quando o dia for cinza
E sair leve e livre quando o sol brilhar.
Quero ser flor perfumada
E bichinhos de seda a procriar.
Enfeitar o caminho e os jardins de onze horas
Quero viver livre como as árvores
Que nunca vão embora
Mas repousam ao som dos pássaros, firmes e tenras.
E dão frutos a quem desejar.
Dão sombra, são abrigos e fazem o bem a quem nelas se debruçar.


Paula Belmino
*Fotos de Alice por Graciela Lindner
Alice usa:
calçado Pé com Pé


2 comentários:

✿ chica disse...

Lindas fotos, linda poesia!! beijos,chica

CARITA disse...

Tal como as árvores, vejo em vc qualidades estas...linda poesia e tbm o encanto dessa linda e terna modelinho!!!
Bjs!!!