quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Amor e Fotografia



Vivo-te...

Fecho os olhos e enxergo a gente.

Saudades!

Amenizadas por uma olhadela numa fotografia antiga que mexe o peito e entorpece.

Dói e ao mesmo tempo alegra o coração
Lágrima e sonho.

Desejo e sedução.
Um beijo insano e um desejo ardente.

Uma melancolia causada pela distância e a impossibilidade de te tocar

Você ali tão perto a um palmo de distância, na foto. Num álbum que meu olhar registrou, e meu coração não deixa apagar.

Vivo preso na sua fotografia, desvairado a amar e amar.

Quem dera eu fosse não saudade e melancolia, mas a moldura que guarda sua fotografia.


Paula Belmino

8 comentários:

Ana Paula disse...

Lindas palavras para uma fotografia que tem tanto a nos dizer.
Beijo

Ana Tavares disse...

:) Amoooo fotos! Sem palavras!

Anônimo disse...

Linda linda poesia .... parabéns Paula.

✿ chica disse...

Liiiiiiiiiindo!!!beijos,chica

Rafael Sousa disse...

Adorei!!!!! Você sempre muito boas com as palavras e muito sensivel

Aldo Marques Pinheiro disse...

Linda poesia! Continue escrevendo sempre.
Estou começando. Gostaria de saber sua opinião: aldomarquespinheiro.blogspot.com.br
Um abraço!!

Maurélio disse...

Amei os versos querida amiga Ana Paula, bjsss

Maurélio disse...

Amei os versos querida amiga Ana Paula, bjsss