sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Rosa Singular









Uma rosa peculiar
Em formosura sem igual
Perfume raro
Olhar claro
Anjo em suave pousar.
Uma flor singular.

Uma rosa vermelha

Veludo ao tocar
Ternura em lindas pétalas
Natureza a encantar.

Uma rosa de real valor

Um sonho que se ansiou
Doce desejo que nasceu
Uma flor que se formou.

Uma rosa celestial

Anjo divino a voar
Flor que perfuma nossos dias
E faz da vida um jardim a perfumar.



Paula Belmino

*Poesia dedicada á minha filha Alice, que nada mais é que minha rosa singular
** fotos lindas de  Seimi Hiraga

2 comentários:

Seimi Hiraga disse...

Linda... muito linda mesmo, quanta inspiração Paula. Só poderia ser a Alice mesmo né a fonte. Bjssss para sua linda família.

Vida disse...

Muito linda sua poesia e que belas fotos, Alice sempre arrasando...