sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Desastre Ambiental em Lagoa Nova


Vocês lembram que registrei aqui em fotos e texto a origem da minha cidade natal lagoa Nova RN e falei sobre a beleza da lago? Pois bem um desastre ambiental assolou a lagoa matando peixes e deixando ainda mais poluída e beirando a morte a lagoa nova que deu tanta vida e beleza cultural ao nosso povo lagoanovense .

O fato teve retrospectiva nas mídias e televisão.e serve de alerta para o fato de nós cuidarmos mais do planeta , lugar em que vivemos.
Segue abaixo algumas fotos e o vídeo da TV  que relata o ocorrido e  uma poesia minha para reflexão e constranger de um fato tão triste.


Um olhar sobre a lagoa

Lagoa que sobrevive pela lei da Natureza
Inerte aos mal tratos do ser humano
A quem te feriu,
A quem conhecia tua beleza
E se banhava em tuas águas.
Ah! lagoa ferida...
Que se move quase sem vida
Em uma secura de um sol que não cessa
És origem de nossa história
Água boa que manteve os animais e plantas
Hoje estarrecida
Breve se finda  avida
Se não fizermos um bom plano
AH! meu sonho:
Nadar em tuas pequenina ondas
E refrescar a pele e a alma
Em tuas águas doces de antes.
Minha lagoa querida
Berço que sustentou meus primeiros dias.

Paula Belmino


"As consequências do prolongamento da estiagem em nosso município já começa dar sinais de preocupação. As elevadas temperaturas dos últimos dias e ausência de chuva no Semi-Árido deixaram a água da Lagoa que deu origem a nossa cidade, com oxigenação zero, forçando os peixes a subir até a superfície para buscar oxigênio. Em entrevista concedida a Intertv Cabugi, o prefeito João Maria Assunção falou sobre o ocorrido, mostrando que além desses fatores, o aumento da salinidade da água e a consequente diminuição da vegetação ao redor do leito da lagoa também contribuíram para o ocorrido. Esse mesmo fenômeno já vem ocorrendo em diversos municípios do Nordeste e principalmente do Rio Grande do Norte, a exemplo do açude que abastece a comunidade de Lajes no município de Serrinha dos Pintos região Oeste do Estado. Por lá os prejuízos ainda são maiores tendo em vista, que se trata de um manancial de água doce que a população consome. Segundo os biólogos, esse fenômeno dar-se o nome de “mortandade por asfixia natural”, ou seja, a morte dos peixes provocada pela redução de oxigênio na água. “Algo parecido tinha sido visto no início da década 80, quando muitos peixes foram dizimados, mas que a mortalidade na época foi muito inferior ao que estamos presenciando atualmente”, completou João Maria.
 Secretário de obras Hélio Costa coordenando os trabalhos de remoção dos peixes Na manhã desta quarta feira (06), as secretarias de obras e meio ambiente começaram o trabalho de recolhimento de peixes mortos na lagoa do lagoa. Os secretários Hélio Costa e José Luiz vistoriaram a retirada dos peixes que estavam na linha d’água da lagoa. Os peixes estão coletados por uma equipe de trabalhadores e enterrados em valas.. Segundo o secretário de meio ambiente José Luiz, a maioria dos peixes encontrados mortos é adulta. Para ele um dos motivos do ocorrido é o baixo nível de oxigênio nas águas de nossa lagoa.“Devido esta fatalidade ocorrida em nossa lagoa foi necessário realizar uma ação emergencial que é a coleta dos peixes mortos em toda a extensão da lagoa e que continuará durante todo o dia de hoje, por isso reunimos nossos esforços para fazer esse trabalho em caráter emergencial”, declarou o secretário de obras Hélio Costa.


Na manhã desta de quarta-feira (06), as secretarias de obras e meio ambiente começaram  o trabalho de recolhimento de peixes mortos na lagoa  do lagoa.
Os secretários Hélio Costa e José Luiz vistoriaram a retirada dos peixes que estavam na linha d’água da lagoa. Os peixes estão coletados por uma equipe de trabalhadores  e enterrados em valas..
Segundo o secretário de meio ambiente José Luiz, a maioria dos peixes encontrados mortos é adulta. Para ele um dos motivos do ocorrido é o baixo nível de oxigênio nas águas de nossa lagoa.“Devido esta fatalidade ocorrida em nossa lagoa  foi necessário realizar uma ação emergencial que é a coleta dos peixes mortos em toda a extensão da lagoa e que continuará durante todo o dia de hoje, por isso reunimos nossos esforços para fazer esse trabalho em caráter emergencial”, declarou o secretário de obras Hélio Costa.

 Retroescavadeira fazendo  a retirada dos peixes mortos
 Local depois ser feito a retirada dos peixes mortos
Local depois ser feito a retirada dos peixes mortos



 
*fonte   http://www.lagoanovadestaque.com/

5 comentários:

silvanio disse...

Infelizmente , tragédias como esta , nos deixam tristes!

Mariana H. Facco disse...

Que tristeza Paula!

Anne Lieri disse...

Paula,que coisa mais triste!Tão linda lagoa!A foto da Alice ficou uma graça!bjs e grata por seu carinho lá em meu blog!

Seimi Hiraga disse...

Muito triste e vergonhoso.

Minéia Pacheco disse...

Oi Paula,

Que triste notícia!
É revoltante ver algo assim acontecer nos dias de hoje, quantos peixinhos mortos!!! :(
Muito triste!