terça-feira, 8 de julho de 2014

Como ajudar nas tarefas escolares dos filhos





Os resultados escolares são sempre muito esperados pelos pais. A cobrança começa desde cedo, quando o aluno recebe suas notas de acordos com os testes realizados durante as semanas de prova.
Mas essa caminhada não é somente entre o aluno e a escola. O ambiente de casa conta muito nesse processo e o apoio dos pais é primordial. A cobrança pode existir, porém se faz necessário assistir a criança e dar a ela a base para que o aprendizado seja contínuo e promissor.
Ninguém pode negar que no correr do cotidiano é difícil achar tempo para dedicar cuidado aos estudos dos filhos, até por se pensar que é uma responsabilidade única deles, entretanto, principalmente para os menores,  sentar ao lado, ver as tarefinhas, ler um texto junto, acompanhar uma lição, não faz mal. Pelo contrário, é um momento de conhecer as habilidades dos filhos e as deficiências, e neste caso, ajudar a supera-las.
Outro fator bastante relevante é o ambiente propício aos estudos. Invista sempre em um espaço quieto, claro e limpo, para que a criança tenha tranquilidade, melhor se for longe de TV ou vídeo game. Incentivar os pequenos a seguir um horário é bem válido, árdua no início mas com o costume pode ajudar e muito até organizar as atividades extras.
Toda essa organização pode ter de início uma resistência, porém irá ser essencial para o desenvolvimento da capacidade de realizar as tarefas sozinhos no futuro. Uma experiência para aprimorar uma língua estrangeira como um intercâmbo. Estudar fora do país pode ser um bom exemplo. Enfrentar situações em outro lugar, sozinho, lidando com diferentes obstáculos. Além da organização, a chance de exercer a autonomia será colocada à prova.
O ideal é reservar dois dias da semana para rever com o filho ou filha todas as atividades escolares, ficar por dentro do que está sendo abordado nas aulas, observar se o aluno está conseguindo dar conta das tarefas dentro do prazo e se consegue colocar em dia todas as matérias, antes do período marcado para os testes e provas.
Todo esse investimento deve ser levando em consideração e dará ao aluno um ambiente propício à organização, isso será levado até no período que o estudante escolhe o quer cursar e entrar na faculdade. Se o aluno passa o período do ensino médio sem organização e dedicação, com dificuldade irá mudar posteriormente. Por isso se faz necessário prestar atenção nesse comportamento desde o início.
A alimentação da criança também é um elemento considerável quando se fala também em aprendizado. A disposição para estudar é influenciada por uma boa alimentação também, deficiências em vitaminas podem causar excesso de sono e irritabilidade. Mantenha a saúde dos filhos em dia, pelo menos uma vez ao ano uma visita ao pediatra para exames de rotina e, muito importante - checar a visão, perceber problemas de vista e imediatamente, caso necessário, providenciar o uso de óculos.
Lembre-se que os exemplos em casa são levados adiante pelos filhos. A cumplicidade familiar e a mão amiga dos pais é uma base fortíssima para a construção da auto-estima e desenvoltura da criança.

 Por Roberta Clarissa Leite

Você costuma estudar com seus filhos em casa?





2 comentários:

Maria Rosa Sonhos disse...

Hoje, aos 5 anos, Laura tem tarefa de casa 4 vezes por semana. Na maioria das vezes, ela faz com alegria! Poucas vezes tem um pouco de preguicinha ou, talvez, cansaço. Mas, o meu acompanhamento é contínuo porque sei da importância e da diferença que isso faz nos estudos delas. Beijo! Renata

Nilva Moraes Ferreira disse...


Eu sou avó, mas moro longe do meu netinho, que tem 5 aninhos, por isso, não sei quantas vezes a sua mãe ou o seu pai olha suas atividades por semana. Acho muito pouco duas vezes por semana. O ideal seria que olhasse os cadernos de atividades todos os dias principalmente nas primeiras fases do Ensino fundamental. Fui professora, mas hoje sou aposentada.

Acompanhando o (a) filho (a), todos os dias, você poderá observar se o professor está passando tarefa p/ casa, e se seu filho está fazendo. Tarefas é um reforço das atividades feitas em sala. Incentive-o a fazer sempre, mas não faça para ele. Deixe-o fazer só. Certo ou errado, assim o professor poderá saber se ele aprendeu ou não o conteúdo, ou seja, a lição, e promover atividades para desenvolver o aprendizado.

É importante certificar se as tarefas estão sendo corrigidas. É um direito do aluno. A correção é um momento de autoavaliação do aluno e do professor. Porque se o aluno não conseguiu fazer as atividades ou foi porque o aluno não entendeu ou foi porque o professor não conseguiu repassar bem aquele conteúdo. Caso não estejam corrigidas, você tem o direito de reclamar.

Acompanhando o desenvolvimento do filho ou filha, você poderá perceber se ele ou ela está tendo alguma dúvida em alguma disciplina. Caso precise de ajuda, ajude-o. Mas não faça a tarefa. Sugira rever as atividades anteriores feitas em sala, ou ler novamente o texto em questão. Caso perceber que seu filho esteja sentindo muita dificuldade, o melhor seria falar com o professor. Seu acompanhamento é fundamental!