terça-feira, 15 de agosto de 2017

Letras de Carvão (Dica de Livro)






Quando um livro chega até nós tratamos logo de encontrar um lar para ele na memória, e acolhemos bem perto do coração, como quem semeia uma planta delicada e espera a flor brotar. Agora tem vezes, que alguns livros chegam até nós e parece que já moravam dentro da gente, era parte de nossa história, se não totalmente, afina-se com nosso tempo, viveu as mesmas tramas, é parte de nossa realidade.
Li a citação de Georg Christoph Lichtenberg que diz que "O livro  um espelho" e eu faço o adendo:  a gente vê no livro o que mora dentro de nós, a poesia, a realidade aumentada, o sonho de ver brotar a esperança!


Foi assim que recebemos Letras de Carvão de Irene Vasco , com ilustrações de Juan Palomino pela Editora Pulo do Gato com muita emoção. O livro chegou e criou asas, voou para onde se refletia melhor, fez ninho no colo da minha mãe, avó de Alice que chorou ao ler a história que se passa na Colômbia, numa aldeia onde quase ninguém sabia ler, e por isso cartas eram desejadas em sua essência , como quem tenta descobrir o mapa da mina, acariciando letra por letra a personagem principal que narra sua história ao filho num tempo em que era criança, tenta ler os códigos, sendo que só conhecem a letra "o". Ali em Palenque o único que sabe ler é seu Veloso, comerciante que ajuda a menina a aprender a ler em troca de ela o ajudar a pesar as mercadorias. A menina vive rodeada de letras e vai assim descobrindo o alfabeto, as sílabas, os fonemas, e ajudando a irmã Gina a tentar ler as cartas de amor que recebe de um jovem médico que trabalhou na missão. O tempo passa, as duas sonham sob a mangueira,, a vida dá voltas. Quando se vê a ensina escreve com carvão, ensina a ler, amigos, irmã, e irmãos, e o mundo ali em torno muda.
Foi por isso que minha mãe chorou, pois lembrou de seu tempo , da história do livro refletida nela, que aprendeu a ler escrevendo no chão de areia fina e branca aqui na Serra de Santana. O largo da matriz era o lugar preferido das crianças para brincar e cantar, e ali ela que hoje é professora lia e ensinava muitos amigos, tornando-se assim alfabetizadora. Minha mãe foi uma das principais professoras no programa antigo Mobral, Movimento Brasileiro de Alfabetização e também ainda ensinou meus avós pelo menos a conhecerem seus nomes e assinar. 
Os livros são sementes plantadas, são pedaços de esperanças, são utopias necessárias que toda alma precisa sonhar.
Assim trouxe para a escola para que as crianças possam conhecer além do tempo como era difícil noutras épocas aprender a ler, a ter contato com um livro. Meus alunos ficaram emocionados e encantados, e o livro Letras de Carvão nos rendeu belas lições, além sempre é claro de que eu os incentive a ler, reescrever, opinar, demonstrar os sentimentos por meio de imagens, vídeos, etc...
E assim nossa aula foi como um espelho que mostrava o passado e pode refletir às crianças um futuro promissor por meio dos livros, da leitura, da poesia viçosa que mora em nós.

Vejam algumas atividades das crianças em sala de aula







Reescrita









Para conhecer e comprar o livro:




Autor: Irene Vasco
Ilustrador: Juan Palomino
Tradução: Márcia Leite
ISBN: 978-85-64974-90-6
Páginas: 36
Formato: 26 x 26 cm
Cores: 4 x 4
Indicação: leia comigo; já leio quase tudo.
Na pequena cidade de Palenque quase ninguém sabia ler. Com o propósito de ajudar a irmã a decifrar as cartas que recebia, e contando com a ajuda do dono da mercearia, a menina começa a descobrir o que as letras e as palavras significam, e não demora muito para que um mundo novo de possibilidades se abra para ela e para todos os habitantes de seu povoado. Essa é a história que a mãe conta ao filho ao se lembrar da própria infância e de como aprendeu a ler e a escrever.

https://editorapulodogato.lojaintegrada.com.br/none-11169014


3 comentários:

Nidja Andrade disse...

Livros que venha como palavras que tem tudo a ver com a forma que escolhemos viver. Não estamos neste mundo por acaso, e ter um sentido na vida faz toda diferença. É o que mais precisamos para nos informar e como crescimento interior. AbraçO

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida|Paula!
As sementes que a pequena linda recebe expandirá a dar e vender, na certa...
Seja muito feliz e abençoada!
Bjm de paz e bem

Lucia Silva disse...

Que livro maravilhoso!!! Realmente, a leitura é magia, encantamento e realidade. É semente que em qualquer terra que seja plantada irá florescer.
Abraços carinhosos.