quinta-feira, 5 de março de 2015

Minha Avó Tecia o Mundo (dica de Livro)




Minha avó , mulher pequenina
Cheia de sabedoria
Doce cantar de passarinho
Fazia dos dias alegria infinita
Bordava sonhos devagarzinho
Remendando com retalhos colchas de tecido
Quando rezava nos entregava ao anjo da guarda
E toda noite nos cobria, nos beijava
Dava água de cacimba fria e gostosa
-Senão menina dorme com sede e o anjo vem e cai dentro do pote!
Eram suas crendices tão popular
Suas benzedeiras, seus chás
Seus ritos de banho, de nos pentear
Ao lado de um avô nunca por faculdade alguma letrado
Mas um doutor na arte de tudo poemar
Contando lindas histórias
Minha avó e meu avô fizeram de nossa infância
O mais lindo livro pra se guardar na memória.

Paula Belmino




Esta poesia fiz inspirada nas minhas lembranças de minha avó Sebastiana e de meu avô querido que sempre falo por aqui, foram meus pais maravilhosos e a razão de eu gostar tanto de poesia.Essas memórias vieram à tona ao ver o título do livro do autor Pablo MorennoMinha avó tecia o mundo. 
Conheci o autor há pouco tempo através desse mundo virtual e confesso ele que tem nos enchido de alegria e de encantamento com versos e pensamentos de paz, um olhar crítico e consciente sobre as crianças e as pessoas de nosso tempo, no que estamos fazendo pela nossa geração, e na perda de tempo que temos ao deixar de ler , escrever , brincar com as palavras com nossos filhos .
Minha avó Tecia o Mundo é um livro de poesias que mexe com nossos sentimentos, com versos sensíveis que conta a história de uma avó e seu neto que a observa a bordar, fiar passarinhos e estrelas e a bordar na alma do menino grandes lembranças acesas. Com sensibilidade e magia e palavras doces Pablo Morenno descreve as avós, mulheres fortes que nos faz falta hoje em dia nesse mundo tão corrido e globalizado, onde as histórias antes de dormir tem ficado de lado, e as avós mais modernas estão na academia ou nos computadores.
Além de uma doce composição de versos desta poesia as imagens do livro são ilustrados em bordados confeccionados em suportes reais e mostra toda beleza do artesanato e a cultura quase esquecida, do fiar, do bordar no bastidores, do tempo em que nossas avós costuravam na máquina roupinhas pra gente brincar. Ah! quanta saudade e quantas lágrimas de saudade este belo livro me fez derramar!
Na foto acima minha mãe já com este lindo livro encanta e nina a  Alice. Minha mãe tem 63 anos é professora, trabalha com contação de histórias, filha e neta de avós cheias de doçura e dotadas na arte de contar histórias não poderia ser esquecida, e o primeiro livro de Pablo Morenno já ganhou seu lugar: Um coração de avó que é atenta aos cuidados com os netos, que conta história, que canta e fala das coisas do mundo, que prepara o caminho do letramento e borda na alma dos filhos, força, amor e doçura.


Paula Belmino



Para quem quiser conhecer o autor, basta curtir a página da Editora Physalis  e adquirir este lindo livro. Para quem quiser também estou com uns exemplares á venda.
Além disso o autor faz um belo trabalho voltado para as escolas, oficinas e palestras com os professores .
Para maiores informações: physalis.editora@gmail.com; pablomorenno@via-rs.net



Para conhecer mais sobre o livro e a exposição de originais, que pode acompanhar o trabalho de leitura, assista ao vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=em-s1noQNyE&feature=youtu.be


Além deste o autor tem outros títulos lindos de se ler e logo mais posto aqui




Sinopse do livro 

As avós têm o poder de mudar o tempo. A avó desta história tece um blusão, e o inverno vem... Borda flores num pano de prato, e a cidade floresce... Trança um chapéu de palha de trigo, e o verão se apruma... Pinta folhas amarelas caindo ao vento, e a família se reúne num domingo de outono...
Os olhos mágicos do neto observam o poder de sua avó, enquanto sonham com um mundo bem alinhavado, costurado em pontos firmes de emoções e lembranças.

Um dia a avó entrega um poncho para o menino e aponta a estrada: – Agora é o seu tempo... Vai! É o momento de o jovem assumir suas responsabilidades com o mundo, protegido pelas experiências da infância.

Os versos sensíveis de Pablo Morenno receberam ilustrações em bordados cheios de doçura pelas mãos habilidosas de Carla Furlanetto e Maria Helena Furlanetto. E foram manualmente confeccionadas em suportes reais. Na minúcia de cada trama anuncia-se a beleza do artesanato.


Com certeza, esta história-poema, com cheiro de infância e costurada em ternura, encantará as avós e os netos de todas as idades. Um livro para ser lido com os olhos, as mãos e a memória.

4 comentários:

✿ chica disse...

Paula, que emocionantes tuas recordações ,tão lindas da tua avó Sebastiana!

Que bom ver agora tua mãe lendo pra Alice!

E esse livro? Deve ser o máximo!Fiquei curiosa!! Vou ver depois lá! bjs, chica e ótima dica!!

Ana Paula disse...

Paula que encanto a tua poesia, o livro cheio de canduras!
Que tesouro você teve em conviver com teus avós e agora Alice nesta terna companhia.
Vou lá também saber mais do livro.
Beijo!

Maria Rosa Sonhos disse...

Ei Paula! Que beleza de postagem, pura magia que soa ainda mais bonita, se contada pelos avós! Depois vou lá conhecer o livro e divulgá-lo também. Beijo! Renata e Laura

Toninho disse...

Legal Paula as estas belas recordações que vieram com leitura de um titulo de livro.
É bem assim, sempre uma maneira de recordar os que fizeram nossa infância feliz.
Gostei Paula.
Abraços com carinho e bom fim de semana.
Bju