quinta-feira, 2 de julho de 2009

Meus ais


Meus ais

Tua mão na minha
O meu no teu coração
Minha alma unida a tua
Meu corpo entrelaçado ao teu
Ai que desejo esse meu!
Chego a contorcer-me
De quão grande prazer é tua lembrança
Fico feito criança querendo algodão doce
Ai que enlouqueço a noite!
Teu cheiro em minha pele
Marcas de teus carinhos descomunais
Que saudade de teus ais!
Do gemido de prazer
Do orgasmo descrito em tua boca
Palavras de amor e de paixão
Ai que dor no coração!
Dessa tua falta doída
Desse meu corpo em solidão
Tua vida longe da minha
Um dia triste e frio
Que perdição!

Paula Belmino

3 comentários:

BarbieGirl disse...

Nossa que lindo!! Você é um arraso nas suas poesias!!

Parabéns querida!!

Muito obrigada pelo elogio, renovar faz um bem enorme!!!

Brechó?? Humm adoro!!

beijos

SO PARA OS INTIMOS disse...

Lindo!! Parabéns Paula.

Abçs e tudo de bom

Adriana

Bergilde Croce disse...

Um Amor carnal!Forte,muito forte,ardente,apaixonado,vivo!Paula, recebi um selo sobre livros e divulgaçao,deixei pra vc la no blog,mas parece que ainda nao foi pegar,abraços!