terça-feira, 14 de março de 2017

14 de março -Dia da Poesia


Dessa poesia que me assombra e murmura canção
As árvores, o vento das folhas a fazer sinfonia
O canto de amor das rolinhas tecendo a manhã
Sou amante dessa poesia vã
Que não tem apego, não tem limites
Nem tempo, apenas destino certo... o encantamento.

Nessa poesia de deslumbramento, 
da criança a sorrir, de uma mãe a abraçar o filho
das cantigas de rodas nas praças, 
brinquedos e brincadeiras , o colo de avó
a contar histórias e a cantar versos livres e reais
sou plenamente cativa a desse cais... o amor.

A poesia que alimenta a alma e o corpo
atavia e enfeita de sonhos
faz viajar, sonhar, inspira canções de paz
Uma poesia leve que abre os muitos sentimentos
Cura feridas, é doce no âmago a tristeza intrínseca 
Sou dela discípula... Essa poesia que edifica.

Da poesia que canta aos quatro ventos
É felicidade, juramento, é voz aos aflitos, 
Poesia luz na escuridão
Abre as portas, desfaz o medo, conta segredos
Tece multiformes sentidos dentro do ser
Poesia minha paixão... fôlego de vida 
Esse sonho a se escrever.


Paula Belmino

5 comentários:

✿ chica disse...

Linda poesia! Parabéns pelas tantas que tu fazes! bjs, chica

Kunti/Elza Ghetti Zerbatto disse...

Uma linda poesia e homenagem nesse seu dia.
abração com carinho

Toninho disse...

Feliz tenha sido do dia de toda poesia Paula.
Beleza de inspiração sobre esta arte que tão bem domina e incentiva e que venho sempre a aplaudir de longa data desde o Recanto das Letras.
Amei esta foto da linda Alice.
Meu terno abraço para voces.
Bjs de paz.

Renata disse...

Sua poesia é sempre maravilhosa! E as imagens que a tem ilustrado, estou cada vez mais encantada! Estão super apropriadas, muito lindas! Beijo! Renata e Laura

Adriano Bisker disse...

Que linddo!!!! Poesia é uma arte e você faz com muito amor! Adorei!