sábado, 21 de agosto de 2010

Doce Amor


Em gotas de orvalho

Na boca sedenta pingou

Néctar de vida e saúde

Nasceu pra curar feridas

E sarar toda dor!


Em sonhos de primavera

Uma aquarela se fez ao nascer

Um anjo meigo e sorridente

Plantando sementes de alegria e prazer!


Feito estrela nasceu

Irradiando luz em meu ser

É canto, é poesia , é oração

Alegria e vida no meu coração!


Em dias de paz meu mundo se fez

Raiou feito o sol

Iluminando meu presente e futuro

Hoje é nossa vida

É mistério profundo!


Nasceu, raiou, trouxe vida e alegria

É anjo, é milagre ...

A razão de minha poesia!



Paula Belmino

**Para minha filha Alice Rute


***Obrigada amigos que votaram nla agora resta sair o resultado.Estamos na torçida.



2 comentários:

Chica disse...

Linda poesia e vamos esperar que tenha dado.Avisa!beijos,chica

LC disse...

Oi Paula, saudades... Vim te ver. Amei tua visita lá no Retratos.

Poema cheio de emoção pra filhota que é uma fofa.

beijão da Lu