sábado, 14 de fevereiro de 2015

Nem Só de Carnaval Vive a Fantasia




É tempo de carnaval e de folia, nessa época do ano culturalmente em nosso país mesmo quem não pula e nem sai em blocos carnavalescos, conhece bem da festa  trazida pelos Portugueses durante a colonização. Antigamente os famosos bailes de máscaras deixavam os foliões mais á vontade pois na "festa da carne" como era conhecida a festa do carnaval , podiam fazer tudo e se esconderem por trás de máscaras. Com o tempo o carnaval foi se popularizando ainda mais e ganhando adeptos de outros ritmos fora o samba e o frevo, virou carnaval de rua, ao som de marchinhas, e até mesmo carnaval fora de época que arrasta multidões em todos os tipos de sons e gêneros musicais, desde adulto até os blocos mirins, Carnaval portanto é tempo de festa e de folia, e não há quem saia na avenida, na rua, ou no salão sem fantasia. Quando eu era criança havia as brincadeiras de rua : jogar farinha em quem passava, bexigas com água( Algo que hoje fica impossível fazer depois de nos conscientizar-nos sobre a crise hídrica) E a gente era feliz, na única danceteria da cidade, conhecida como "Palhoça" as crianças podiam entrar para os chamados matinês, não havia disputa e nem concorrência pra saber quem se vestia melhor, ou dançava melhor, mas sim uma alegria entre nós as crianças, pelo menos.
E por falar em fantasia você sabe qual a importância dela para o desenvolvimento infantil?
Mesmo não sendo carnaval as crianças adoram se vestirem de princesas, super -heróis, bailarinas, damas e palhacinhos. Para a criança a fantasia faz parte dela pois é lúdica, é uma forma de brincar, de imaginar, de interagir com os contos de fadas e as histórias contadas pelos mais velhos. A criança ao brincar e fantasiar reproduz dentro dela o conteúdo, as falas externas, o que vem ouvindo e aprendendo internaliza dentro dela o desejo, a fantasia, e vai  assim construindo um pensamento mais elaborado e compreendendo a si mesma, e se tornando madura. É através do experimentar, do fantasiar que ela vai organizando o seu processo de aprendizagem.
A fantasia portanto não precisa ser cara, basta mesmo uma cabana, uma fralda amarrada na cabeça ou tapando o olhos e a criança se torna pirata ou vilã dos quadrinhos. Um pedacinho de filó e ela se transforma na mais linda bailarina. Uma toalha amarrada ao pescoço e rolinhos de papel nos punhos e eis que voa sobre nós super-heróis e heroínas. A fantasia tem portanto um papel fundamental para ajuda r a criança a fabular, a imaginar, a ser criativa. Através do fantasiar-se a criança desenvolve a oralidade e por ela o pensamento elaborado. Brincando de ser quem quiser a criança apreende a realidade e a transforma e vai compreendendo o real no irreal de sua brincadeira imaginária. Seja carnaval ou não, é tempo de incentivar a fantasia, as fábulas, contar e recontar histórias, incentivar as crianças a  dramatizar, e deixar meninos e meninas terem acesso ao sonho e ao irreal para que através de uma simples brincadeira e uma terna fantasia se tornem adultos sérios e realizados, afinal nem só de carnaval vive a fantasia, uma vez que a criança é bábula, é imaginação, fantasia, pura poesia.

Vejam algumas sugestões de fantasias para deixar a criança imaginar-se ser outra pessoa, animalzinho, bailarina, princesa e príncipe ou super-herói sem gastar muito. Basta usar acessórios certos como lenços, coroas, flores na cabeça, máscaras e chapéus e tá pronta a fantasia. Algumas empresas apostam no lúdico e na fantasia da criança e criam peças  com estampas de seres e personagens encantados para ajudar  a dar asas á imaginação infantil. Então tanto vale a pena investir em peças assim e usar acessórios, tanto quanto criar sua própria fantasia.
O que vale é a imaginação e deixar as crianças brincarem.
Vamos ás sugestões com looks das marcas parceiras:

Uma menina sereia da Elian





E um pequeno marineiro ou pirata





Uma pequena bailarina com Pakita Modas





Princesa com Cattai





Dá para fantasiar também até na hora de dormir, com os pijamas lúdicos da Dedeka Homewear brincar com o papai, a mamãe ou a vovó e se transformar:
Ser animaizinhos na floresta





Coelhinho no jardim



Um astronauta



Coleção Homewear Outono-Inverno 2015 Dedeka é um convite à imaginação e à descoberta dos animais e da natureza de uma forma diferente. Com este incentivo, os pequenos aprendem a preservar o meio ambiente brincando! É o conceito doMoronomundo presente em mais uma coleção, feita com peças divertidas e confortáveis, que dão liberdade para os pequenos brincarem, sonharem, criarem e descobrirem.

3 comentários:

Ana Paula disse...

Oi Paula, eu não curto carnaval, mas sim gosto de ver a alegria das pessoas, a emplogaçào nestes dias de feriado.
Muito bom o teu texto explicando as origens dessa festa tão popular e a importância da fantasia para as crianças. Fiquei encantada com as roupas que são uma fantasia! Ainda não tinha visto!
Todas as crianças lindas em seus sonhos. Beijo!

Maria Rosa Sonhos disse...

Fantasia de criança é muito peculiar e tem muito a nos ensinar. Lindas fantasias tem aqui! Beijo! Renata

Maria Alice Cerqueira disse...

Linda Postagem!
Beijinhos
Maria Alice