sábado, 7 de novembro de 2015

Simplicidades




Não há coisa mais simples que a brincadeira, o ouvir um amigo, o abraçar, o atar laços, o conviver em amor. Mesmo o mundo dizendo que as relações são complexas, em conflitos, penso por outro lado que é simples quando se sabe ser necessário e dependente um do outro num mesmo círculo, na constante roda da vida. 
É simples amar, basta deixar de lado a dificuldade e o preconceito e se entregar de corpo e alma ao amor, e ao outro, acreditando, pondo fé, apostando na felicidade. Não se deixando levar pelas bobagens onde palavras e más ações se tornam como  espinhos que nos ferem, incomodam e destrói as relações, mas sendo bálsamos , aprendendo a compreender a amar sem distinção, pois sabemos, difícil mesmo é aceitar o outro com seus defeitos.Mas e nós somos perfeitos?

É preciso amar e aceitar, respeitar. Ser simples!
Sem criar dificuldades para atar laços!


Na simplicidade de um abraço se doar, na simplicidade de uma poesia sensibilizar, na simplicidade de uma conversa não pressionar, construir ideias, conceitos,aprender com o outro, ser parceiro do saber, de ideias de paz. 
Na simplicidade de uma brincadeira aprender a resolver conflitos e entender a realidade dura e fria desses anos que vivemos e transformá-la em momentos melhores para si e para os que estão  ao seu redor. 
Na simplicidade de uma rima a arte, no simples versejar,o tocar a alma e o coração.

A vida é simples.Amar  é das simplicidades mais bonitas que se aprende todos os dias num brinquedo, num laço de amizade, num abraço de afeto, numa roda de poesia e nas imagens ternas de um conto de amor.
Simplicidades de um tempo que busca artimanhas para promover instantes que deem frutos e que brotem amor e paz nos corações.

Paula Belmino

Esta é minha participação na Blogagem coletiva sugerida pela Ana e Tina
Participe você também!
As amigas Alice e Letícia ilustram o tema com doces momentos de leitura e amizade que devem ser constantes em nossas relações, menos virtual, mais cara a cara, ombro a ombro, olho no olho.

8 comentários:

✿ chica disse...

Ficou linda tua participação, desde o texto às fotos! Valeu! bjs, ótimo fds! chica

Ana Paula disse...

Paula, sinto que as crianças carregam a essência da simplicidade!
Brincar, ler, imaginar, cultivar uma amizade. Precisa de tão pouco e faz encher o coração!
Linda a tua participação! Lindas as meninas que trazem cor e sorrisos às tuas palavras!
Obrigada por participar.
Beijo!

Angello Angello disse...

Essa simplicidade da vida das crianças com esse desapego me encanta, faz me acreditar num mundo de felicidades pura.
Os olhos das crianças são tão surpriendente e fascinante que quando estou com elas aproveito pra recarregar minhas convicção num mundo melhor.

Maria Rosa Sonhos disse...

A criança é mestre em nos ensinar sobre a simplicidade, por vezes, tão difícil de ser praticada por adultos. Beijo! Renata e Laura

Tina Bau Couto disse...

Simplesmente aaaaaaamei as fotos, o dito, a sua participação, livros envolvidos
Meu agradecimento e carinho
Muito amor e simplicidade para vcs

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Paula
"Sem criar dificuldades para atar laços!"

Gostei muito da frase recortada... creio nela...
Bjm fraterno

Bolhinhas de Sabão para Maria disse...

Que belíssima participação Paula e você como sempre inspirada.. é a simplicidade e verdade das suas palavras.. Não tem nada mais simples e verdadeiro, cheio de entregas puras do que uma amizade infantil... E tá certo... nós também não somos perfeitas... não queiramos que o amigoa seja..

Beijos e uma linda semana!

Tê e Maria ♥

Kunti/Elza Ghetti Zerbatto disse...

Simplicidade é chique!
abração com carinho