terça-feira, 5 de julho de 2016

Maria do Sol (Dica de Livro)



Maria do Sol, um livro cheio de suspense e mistério que faz o leitor prender-se e refletir, ler e aventurar-se , colocando-se no lugar da dor de Pedrinho e  em toda culpa que carrega por não saber explicar o que aconteceu na manhã que conheceu uma menina chamada Maria do Sol com quem acabara de fazer amizade.
Maria do Sol, um sonho, ilusão, magia, fantasma?
Escrito por Alice Raposo, e editado pela Fundação Quixote o livro começa contando uma história de família como tantas outras...

Uma família cheia de sonhos, de formação e carisma , atenção, pais presentes, trabalhadores, cheios de fé e de conselhos ao filho Vicentino. Dona Carlota e Seu Felinto, pessoas de grande estima. Seu Felinto trabalhou a vida toda para garantir ao filho a boa formação. Seu Felinto se aposenta e realiza o sonho de morar no campo, compra uma fazenda e vai cuidar dos anos de sossego ao lado da esposa , o filho Vicentinho mora na cidade a estudar, mas esconde um segredo: Apaixonou-se por Sophia que já espera um filho, a contragosto dos pais que sempre aconselharam o filho a só casar quando tivesse estabilidade.

O certo é que tudo na vida se resolve e numa visita ao filho na cidade descobrem a verdade e que o mesmo até saíra da casa que os pais alugara e descobre pela boca de vizinhos. No entanto como pessoas compreensivas e como todo pai amigo perdoa o filho e aceita com muito amor o neto que virá , um menino que se chamará Pedro como o pai de seu Felinto.
O tempo voa e nasce Pedrinho, cercado de amor e cuidados, boa educação, mas com pouco tempo por parte dos pais que trabalham o dia todo para dar o melhor ao filho. Com os avós morando distante e só os veem poucas vezes ao ano, Pedrinho vai se tornando um menino solitário, atarefado por atividades extra classe e sem amigos brinca apenas coma  babá Milena, uma adolescente.

Em uma das poucas e rápidas viagens à casa dos avós, Pedrinho conhece Maria do Sol, uma linda menina morena com cabelos negros e brilhantes que encanta com a luz do sol. Maria do Sol encontra Pedrinho perdido na janela do quarto da vó e faceira convence-o a brincar... Entre tantas brincadeiras em dia de festa a fazenda repleta de crianças, Maria do Sol quer ver os amigos com piabinhas a nadar, e Pedrinho retraído e já enciumado sente que Maria do Sol devia ser só dele, acaba por empurrar a menina na piscina e foge a esconder-se sem saber de fato se fora salva, o que aconteceu depois, esconde-se atrás de uma árvore a ouvir os gritos dos meninos que ele era doido e matara a menina afogada.
Pedrinho desmaia e só acorda no quarto sem saber o que aconteceu, os pais sempre pensando no tempo e no trabalho viajam ainda na madrugada sem conversar com o filho sobre o fato acontecido, e ele atormentado por ter matado a amiga, ouve de relance os pais conversarem que se seria melhor falar com ele sobre o incidente. Mas não conversam, não tendo tempo entrega o menino anos a fio às escolas, aos cuidados de uma outra quase criança, aos muitos brinquedos que compram para suprir a presença.
Pedrinho cresce em depressão, cheio de conflitos, tendo pesadelos, vendo a menina Maria Sol, conversando com ela e já adolescente quase enlouquecido acha ver seu espírito.


O livro é bem interessante retrata a realidade de tantos brasileiros que trabalham tanto para dar o melhor ao seu lar, e faz refletir sobre o brincar, o poder conversar com as crianças sobre tudo, sobre o que sentem. faz pensar que dinheiro não compra tudo e que o tempo com os filhos e a relação dialógica deve ser fundamental para que eles cresçam saudáveis .
O que aconteceu naquela manhã na fazenda torna uma criança e adolescente inseguro, medroso, doente... E só quando na formação acadêmica ele vai ao terapeuta e consegue revelar o segredo que lhe custou tantas noites em claro e terrores  noturnos, lágrima suores frios e intensa fadiga e pânico.

O final da história é surpreendente e trás a tona o sentimento de que a gente não deve esperar para amanhã o que pode resolver, dizer que se ama, conversar com os filhos, depositar o tempo a eles, mais que dinheiro e que o melhor presente é ser presente na vida das pessoas.



Mais sobre o Livro

"Um crime, uma culpa, um fantasma..."

Todo livro tem sua história, algo que foi o propulsor para sua criação. Maria do Sol surgiu de uma madrugada que trouxe um sonho. Durante o dia se materializou em um conto. Dois anos após, voltei-me para ela e a concluí.
Pedrinho e Maria do Sol irão nos levar por um caminho sem volta. É claro! Pois todo percurso que se segue não há como retroceder em suas consequências. Por isso, agir sem pensar não é um meio a se seguir. Seremos morada das consequências de nossos atos.
Portanto, é tão importante analisar cada passo que será dado, não matematicamente como num jogo, pois a existência se tornaria fria e sem vida, mas com verdade, diálogo e sinceridade no agir.


O livro Maria do Sol pode ser adquirido elo site:

R $ 25,00 (livro Maria do Sol

Pormoção de férias: Frete Gratis

divida no cartão


Para conhecer o site:


4 comentários:

✿ chica disse...

Fizeste uma bela apresentação do livro e fiquei com vontade!" Valeu, parece tri bom! Boa dica! bjs, lindo dia! chica

Renata disse...

Infelizmente, tem muitos pais de Pedrinho por aí... a história é triste, mas serve de reflexão para todos nós que desejamos ser pessoas melhores a cada dia. Beijo! Renata e Laura

Toninho disse...

Oi Paula gostei da apresentação e este livro ja foi para minha lista.
Senti uma atração por ele.
Abraços.

Ana Paula disse...

Tudo lindo neste livro: a história, a capa e as lindas fotos ensolaradas que você fez dele!
Excelente dica! Beijo.