quarta-feira, 10 de maio de 2017

Casa de Vó e de Vô



Ah! casa de vó...
Brincar, ouvir histórias
Receber cafuné
Não ter hora pra sair ou pra chegar.
Casa de vó e de vó
é lugar bom de se estar.

É diferente da escola
não precisa de hábito ou hora marcada
é ler por prazer
é comer até encher a pança
é se sujar
fazer lambança.

Casa de vô
é bom pra ouvir passarinho
e contos cheios de mistério
andar de pé no chão
e construir brinquedos de papel

Casa de vó e de vô
é cheiro de infância
É memória guardada
os sons, os cheiros , a doce herança.

Em casa de vó tem sempre
fogo de lenha, 
café pilado
bolo de fubá!

Fica pra sempre a
lembrança acesa no lampião
Casa de vô e de vó é afeto
guardado no coração.

Paula Belmino



E a nossa poesia é inspirada nesse livro lindo Casa de vó e de vô de Luciene Regina Tognetta , com ilustrações de Paulo R.Masserani pela Editora Adonis que traz uma bela história de uma avó carinhosa e um avô bem maluquinho que com muito carinho ensinam as boas coisas da vida.
O livro chegou aqui e encantou a todos inclusive nossa roda de leitura com mães e filhos.
Nessa semana que se inicia as comemorações em torno das mães, nada melhor que falar dos avós que por sinal cuidam dos filhos, criam para os pais trabalhar, e são segundas mães e segundos pais, afinal, são nossos exemplos de ternura, e como já disse o autor: Vó, é mãe com açúcar.

Vejam o  BookTrailer



Para comprar:


4 comentários:

✿ chica disse...

Lindas fotos, livro e casa de vô e vó sempre deveriam ser legais! bjs, chica

meusertaopoetico.blogspot.com.br disse...

Ah como é bom a casa dos avós, lá tudo pode, é carinho de dar gosto, é alegria o dia inteiro. Linda inspiração, beijos!

Renata disse...

Lindas fotos e palavras!

Moramos, Laura e eu com meus pais, então quando vínhamos somente para visitar era diferente!

Beijo.

Renata e Laura

Toninho disse...

Paula lendo sua poesia, fui reconstruindo minha infância na casa de minha avó paterna, que foi a unica que conheci e convivi bons anos num período certo e todos estes cheiros me vieram visitar nesta leitura gostosa com cheiro de mato. Casa de vó e vô é um misto de tudo aqui bem inspirado e confesso uma saudade incrível amiga.
Amei sua poesia.
Abraços.
Bjs de paz e siga nesta missão linda.