quarta-feira, 25 de abril de 2018

Melhores poemas de Cora Coralina



O Cântico da Terra

Eu sou a terra, eu sou a vida.

Do meu barro primeiro veio o homem.
De mim veio a mulher e veio o amor.
Veio a árvore, veio a fonte.
Vem o fruto e vem a flor.
Eu sou a fonte original de toda vida.
Sou o chão que se prende à tua casa.
Sou a telha da coberta de teu lar.
A mina constante de teu poço.
Sou a espiga generosa de teu gado
e certeza tranquila ao teu esforço.
Sou a razão de tua vida.
De mim vieste pela mão do Criador,
e a mim tu voltarás no fim da lida.
Só em mim acharás descanso e Paz.
Eu sou a grande Mãe Universal.
Tua filha, tua noiva e desposada.
A mulher e o ventre que fecundas.
Sou a gleba, a gestação, eu sou o amor.
A ti, ó lavrador, tudo quanto é meu.
Teu arado, tua foice, teu machado.
O berço pequenino de teu filho.
O algodão de tua veste
e o pão de tua casa.
E um dia bem distante
a mim tu voltarás.
E no canteiro materno de meu seio
tranqüilo dormirás.
Plantemos a roça.
Lavremos a gleba.
Cuidemos do ninho,
do gado e da tulha.
Fartura teremos
e donos de sítio
felizes seremos.


Cora Coralina


 Ler Cora Coralina é como abrir-se ao mundo, à natureza, ser flor e pedra, sentimento e sonho, asa e voo.
Cora Coralina foi uma das grandes escritoras, poeta e contista e se tornou marco na literatura Brasileira deixando uma obra valorosa que arde em nós quando fala de sua terra Goiás, era doceira e entre o fogão de lenha preparava seus doces e seus versos, entre o cuidado das flores sua lida com a poesia.
O Livro Melhores Poemas de Cora Coralina é uma seleção de seus poemas que vão desde sua infância, homenagem aos amigos seus parentes, a vida na Fazenda Paraíso onde Aninha, apelido carinhoso de Ana Lins Dos Guimarães Peixoto era chamada em sua infância e só depois aos 15 anos vira Cora, que vem de coração, mostrando toda força poética e lírica de sua poesia.   O livro: Melhores Poemas de Cora Coralina é organizado por  Darcy França Denáfrio e publicado pela Editora Global que publica a obra da autora com exclusividade.

É impossível fazer uma única resenha de um livro tão primoroso de beleza impar a cada poema, onde a voz do tempo e da natureza ecoam, em odes à infância, à família escritas em poemas, Cantos , versos com ausência de estrutura apenas para um gênero, a autora abre em lâminas de seus versos para o épico, o lírico, o conto como se vários gêneros se encontrassem em seus poemas.
O livro apresenta de início com a biografia e o prólogo feto pela poetisa , crítica literária e ensaísta Darcy França com uma rica crítica sobre a vida e a presença do estilo romântico e clássico de Cora Coralina
Aqui apresento alguns poemas contidos nessa obra valorosa com quem dividi em leitura com as crianças, adultos, e a quem possa ouvir essa poesia tal como Cora, coração, a flor viva, que abraça e exala delicadeza e força, como assim foi sua vida.

O livro foi lido ao ar livre, perto da natureza como quem saboreia o vento e a cuva, gota a gota, sopro de vento e brisa, para fazer morada na alma os versos inspiradores da grande mestra



À mesa apresentei o livro a minha Alice rodeada de café e guloseimas, como folhado e bolo de milho, fartura da terra e da mesa onde tantas vezes debruçou-se Cora Coralina a fazer seus doces e escreveu sobre o café, o pão, o milho etc...Mostrando a Alice que a Cora Coralina em sua época foi uma mulher educada para cuidar da casa, do marido dos filhos, mas foi além de seu tempo e escrevendo poemas e registros de sua vida e de seu tempo, se tornando assim uma poeta universal.


Fizemos ainda a  leitura do livro para o departamento feminino da Assembleia de Deus em Lagoa Nova RN
Mulheres essas,  tais como Cora Coralina em sua vida de pedras e flores, na vida simples no cuidado da terra e da casa, no acender o fogo, no cuidar da casa. 

Algumas dessas mulheres não sabem ler, mas tem da vida a experiência , o vivenciar da plena poesia da vida, a poesia tal qual a de Cora Coralina feita entre tachos e jardins, na dureza da terra e na doçura das manhãs.
Um momento muito importante para ler para quem precisa da beleza da poesia para alimentar a alma, e também ouvir e sentir como a poeta dos Goiases usava a poesia para enlevar o nome de Deus e em toda sua gratidão agradecer a vida.




Um pedacinho:


Leia um poema do livro com formato Pocket , e para ler a versão digital clica aqui



Ouçam o poema Das pedras presente no livro Melhores Poemas de Cora Coralina



Para conhecer mais da escritora e adquirir outros livros de sua obra clica na foto abaixo:


Conheça mais:



http://globaleditora.com.br/autores/biografia/?id=2077

7 comentários:

✿ chica disse...

Show de post. Linda poesia e fotos maravilhosas! Adorei!😘😘

Iva Guimaraes disse...

Lindos poemas cada um melhor que o outro

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida amiga Paula!
Gostei muito de lá e foi uma alegria imensa estar na casa dela em Goiás Velho, passear por lá, tirar foto em frente à casa e saber do os detalhes dos doces de Cora... Tive um belo momento por lá e , hoje, revivendo aqui, todas emoções do lugar da poetisa renomada!
Seja muito feliz e abençoada junto aos seus amados!
Bjm de paz e bem

Eliete Marry disse...

Tudo belo e caprichado na travessia da poesia, semeando nos corações femininos a força, sabedoria e doçura de quem soube viver e partir deixando um intenso legado literário entre nós, Cora Coralina é sempre, sempre apaixonante!
Abraços poéticos pra ti!

Cidália Ferreira disse...

Sempre com postagem muito ricas em conteúdos!!! AMEI!

Beijos e um excelente dia.

Renata disse...

Beleza de leitura para todas as idades, muito lindo de se ver!! Beijo. Renata e Laura

Estação Cigana disse...

Minha poetisa preferida pela beleza, simplicidade e mensagem de amor e paz.
Parabéns pela postagem.