quinta-feira, 15 de março de 2012

Amor Eterno. Me ajudem!




Pessoal me ajudem: Somos finalistas do concurso da Fotógrafa Graciela Lindner  para me ajudar basta comentar no blog da fotógrafa Graciela "voto na foto 6", comenta lá por favor?  Segue a minha Carta e foto escolhida: 


“A foto enviada é do tempo em que eu morava numa cidadezinha pequena cheia de carinho, e vivia com meus avós. Vô Nico contava as mais lindas histórias de Trancoso, e minha vó fazia o mais gostoso feijão. Eu magrela na foto de vestido amarelo, comia pouco e meu avô tocava pra mim e assim eu comia melhor, eu era a neta primeira, a mais amada, apesar de saber que eles amavam todos os netos. Meu avô era um homem maravilhoso de quem todos gostavam. Agricultor com as mãos calejadas, mas com um coração feito pérola e pétalas de rosas, ele era um ser iluminado apesar da pouca leitura. Em sua casa pequenina tinha baús de cordel e eu me alfabetizei aos seus pés sem ao menos chegar a estudar, aprendi ler.

Vô Nico acordava cedo, cuidava das galinhas, fazia café gostoso e forte e minha vó deitada ainda era acordada por ele: - Bastiana já fiz o café!

Minha avó era uma mulher pequenina, de apenas 1, 40, um primor em pessoa, mulher amada por todos , nunca teve briga com ninguém, hospitaleira e generosa criou minha tia Marisa a de azul na foto. Hoje minha tia é uma mulher que ora, cuida de nós mesmo em distância no amor, é avó também e ama sua família e é companheira de minha mãe que é mais velha do que ela. Minha mãe na foto aparece com minha irmã Andréia e meu irmão Cicero no colo, eu sou irmã mais velha de uma família de 6 irmãos, foram 10 filhos ao todo, mas Deus levou alguns e nessa época minha mãe lutava para que Deus desse vida a nosso irmão Cicero que era bem doente e Deus lhe concedeu saúde e vida.

Eu e Taise a menina de azul ao meu lado ajudávamos nossa mãe em casa e a cuidar de Andreia e Cícero, éramos muito felizes, mesmo faltando algumas coisas , ou sendo regrada nossa comida , pois minha mãe não tinha condições de nos dar de tudo e meus avós também eram pobres , eles nos deram o melhor: Amor, carinho e me fez ser quem eu sou.

Aos meus sete anos de vida eu perdi meu avô de infarto fulminante e me deixou uma tristeza imensa, a perca de um pai, de um contador de histórias , de um amigo que cuidava de mim como nunca vi um pai ser assim. Eu tinha duas escolhas: Esquecê-lo na morte ou guardá-lo- para sempre em minhas poesias e foi isto que fiz! Tornei-me poetisa na alma, escrevo o amor, a paz, amo minha família nesse tempo bom e como não tenho mais avó e avô, e já sou mãe de Alice, incentivo a ela a leitura, e o amor a avó minha mãe Cicera e sempre que posso falo pra ela dos bisavós.

Ela ainda não entende a morte, a dor, a perda e a separação e eu deixo que ela seja feliz em sua vida de fadas. Mas logo falarei, quando for a hora e espero que ela os ame em eternidade assim como eu os amo nessa fotografia antiga que revela uma família feita em afeto, carinho e afeição construída de sonhos e lindos versos. Uma família feita na paz.

É por isso que adoro fotografar nossos momentos pois quando o tempo passar, os cabelos branquearem, eu envelhecer quero que minha filha Alice saiba do quão grande amor foi a ela dedicado, e esteja meus pais no céu estão guardando nossas vida pois o amor nunca morre e um dia nos encontraremos.

Lágrimas de saudade terminam o breve contar desta minha história, que anseia ser contemplada com presente ensaio, para guardar e dedicar aos meus avós, o amor mais lindo que trago no peito.”



Paula Belmino
**Me ajude pessoas basta comentar uma única vez http://gracielalindner.com/blog/2012/03/15/feliz-dia-das-criancas-com-presente-promocao-parte-ii/

7 comentários:

✿ chica disse...

Linda história, vou lá!!beijos,sorte,chica

Tu sabes que estás com as letrinhas duplas(as chatinhas nos comentários? Pergunto, pois muitos nem se dão conta!!!)

Sandra disse...

Excelente blog! Só a título de curiosidade há um agregador de conteúdos chamado Agrega Pais, que é voltado para família, uma ótima forma de divulgar seu blog para este público bem específico.
http://agregapais.com.br/

Anne Lieri disse...

Paula,já deixei o meu votinho!Linda foto e comovente história em homenagem a seus avós!Bjs,

Lola disse...

Eu votei!!! ahuiahua
beijooooossss

Poesia do Bem disse...

Obrigada gente

✿ chica disse...

teste pra ver se as letrinhas chatas sumiram,...depois te aviso!

Nem precisa ser depois: Elas estão aqui me esperando!!


rs beijos,chica Tu deves ir nas configurações, comentários elá, marcar não exibir onfirmação de comentários...


beijos,chica

CARITA disse...

PAULA, VC MERECE NOSSO VOTO DE CONFIANÇA...LINDA SUA HISTÓRIA!!!