segunda-feira, 13 de julho de 2015

Um mundo na garagem






O livro "A garagem" de Bea Pecci com ilustração de Silvana Rando pela ‪ editora ‎Dedo de Prosa nossa parceira, conta a história de uma menininha que adora brincar na sua garagem cercada de brinquedos,cores de tintas com que vive a pintar, cercada de poucas pessoas amigas, mas bem familiares, e de repente precisa deixar o lazer, o lar, o conforto e o lúdico de suas tardes para ir á escola.
Como será essa reação?




O livro : "A garagem é  livro muito bom para se trabalhar as mudanças na vida da criança, a fase escolar, a rotina e a reflexão do brincar como linguagem importante na vida da criança e que a escola muitas vezes nega e engessa as crianças á cadeiras e mesas, cópias e a ouvir o professor por mais de 4 horas a fio.
O que precisamos mudar para deixar que as crianças se sintam em casa, ou melhor mais envolvidas no processo de aprendizagem de forma lúdica e divertida? Será que brincar não educa? será que na brincadeira não se aprende?


 Todas essas reflexões ainda fazem parte da vida da escola e tem como base o construtivismo, de que a criança já carrega dentro de si grandes conhecimentos, ainda que no senso comum e que através deles o professor direciona e vão juntos construindo conhecimento, conceitos, atitudes  e procedimentos. O brincar é uma ótima atividade para trabalhar, regras, o compartilhar ideias e oralizar os pensamentos, o obedecer regras, o valorizar e cuidar dos brinquedos aprendendo a dividir. Numa sala de aula assim a criança não vai ter medo de ir á escola, pelo contrário sentirá prazer e muita vontade de ficar lá além das horas necessárias.



O livro apresenta uma solução para o entrave e o choro e a negação da menininha que achava mais interessante ficar em casa com suas cores, com suas tintas, e seus brinquedos, e ao chegar na escola nem entrava na sala de aula e  se negava a interagir com as pessoas estranhas a ela. Vale a pena ler, conhecer, refletir e mudar nossas atitudes,como pais e professores, educadores ter a noção de que a criatividade, o jogo de cintura, aulas cheias de atividades que chamam a atenção faz milagres e ensina a criança a se concentrar, fazer parte das conversas e rotina e ainda aprender de forma terna e contagiante, afinal ler serve para isso , pra gente aprender, mudar, reciclar nossas posições e se encantar.
Alice e Letícia passaram a tarde na pracinha lendo e brincando, recapitulando a história e pondo em prática toda arte e atividades lúdicas que a história nos proporciona.
Um dia feliz pra brincar e ler.

Paula Belmino


Alice e Letícia usam:

Conjuntos Beijinho
Acessórios acervo

5 comentários:

✿ chica disse...

Lindas fotos e livrinho! Quem não gosta de brincar na garagem assim? bjs,chica

Ana Paula disse...

Eu aprecio com alegria o trabalho da Silvana Rando que ilustrou esse livro!
Deve ser mesmo muito legal; as meninas estão concentradas na leitura!
Valeu a dica. Beijo!

Carita disse...

Muita apreciação da parte das meninas...eu daqui sentindo como estivesse aí ao lado degustando essas preciosidades...fazendo a minha leitura tbm.

Bolhinhas de Sabão para Maria disse...

Alice e Leticia estão estilosas com Pé com Pé e a marca Beijinho... Carinha de criança como tem que ser...

Eu acho Paula que o lúdico sempre ensina... e muitas vezes muito mais do que uma sala fria e sem graça... mas precisamos da escola não é mesmo? Feliz da professora que faz do ensino algo de amor, ludico e utilize de momentos alternativos para ensinar as crianças..

Beijos beijos

Tê e Maria

Maria Rosa Sonhos disse...

Ótimo tema a nos envolver com ideias de sempre seguir em frente com amor, principalmente, como educadores. Beijo! Renata e Laura