quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Clamor de Vitória


Há uma tristeza dentro de mim

Um abandono

Uma saudade enfim

Uma vontade de gritar bem alto

E conquistar o impossível

Agarrar com toda força que meus braços dispõe

E doar todo suor pra conseguir

Mas há uma perda em mim...

Há uma vontade de resgatar o que me chora a alma

Uma incapacidade soluçada na fala

Um choro debulhado em si

Há dentro de mim um gemido

Um clamor por mãos que semeiem e colham

Um desejo de vencer e fazer feliz a quem amo

E da guerra a vitória conseguir

Não me contento com pouco

Há uma ambição dentro de mim

Quero o sucesso!

Quero a saúde!

Quero o mais puro amor!

Tudo de bom que existir.

Quero de Deus a mão potente segurando o fraco que sou

Me fazendo pérola e espelho em que o mundo se adorna e se olhe olhe vendo quão feliz eu sou.

Cheia de glória, méritos , pela força, pelo choro, pela dor

Que todos me notem pelo ardor que sai de mim em esturpor

Há uma agonia dentro de mim

Uma vontade de ser para sempre mais que vencedor!


Paula Belmino

*

foto de Alice epla fotografa Graciela LIndner

4 comentários:

Chica disse...

Linda e profunda poesia!um beijo e ótimo fds,chica

Mamãe Mari e Pedrinho Facco disse...

Nossa Paula! Essa poesia tocou fundo!
"Uma vontade de ser para sempre mais que vencedor!" diz tudo!!!

Obrigada por compartilhar seu dom precioso!!!

beijinhos

Zezinha Sousa disse...

Olá, minha querida, que belo poema, transmite tanto sentimento. Te desejo toda a felicidade do mundo. Bjoss!!!

Vestido de Rodar disse...

Lindo demais este poema!!!
A Alice tá maravilhosa!!!
Bjs