quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Primavera do Amor



Primavera do Amor

É quando a noite cai
Que sinto seu abraço
Sempre querendo mais
Em meus sonhos o amor
O calor de teu corpo
Meu cobertor!

É quando a madrugada vem
E meus desejos se tornam ais
No orvalho que cai
Sou flor que se abre ao néctar de amor
Precioso demais!

É na manhã que rasga o véu
Sol brilhante no céu
Que meus olhos abrem-se ansiando lhe ver
Primeira imagem no pensamento
AH! Minha luz, como eu amo você!

Todo dia em todo tempo
No sentimento toda paixão a florir
Em cada criança que beijo
Toda pureza me remete a ti

Um pássaro a cantar?
É minha adoração em teu altar
Uma borboleta a voar?
Tua liberdade solta feita pipa no ar
Se eu observo a natureza...
Toda tua beleza nela está
E assim vivendo cada dia eu vou
Gotas de vida
Seu retrato é meu opressor

Beijos, lembranças, poesia,
Quando a saudade insta em teimar
Elevo ás estrelas um pensamento de paz
Assim você me manda notícias...
E eu desejo seu beijo ainda assim muito mais!

É como se a flor se embebedasse de amor
E a primavera chegasse trazendo seu esplendor!

Paula Belmino
**Hoje mais apaixonada que ontem!

5 comentários:

Minéia Pacheco disse...

Belíssimo poema... Com é bom estar apaixonada!!!

Parabéns!

Vestido de Rodar disse...

Uau!!!! Ma-ra-vi-lho-sooooooooo

cybelemeyer disse...

Parabéns!
Que delícia ler seus poemas!
Um navegar nas nuvens.
Adorei!

Gabi disse...

Que lindoooo!!!
E amanhã você estará mais apx que hoje ;)
Beijosss
Gabi
estilinhoinfantil.blogspot.com

Bergilde Croce disse...

Paula,por aí Primavera em clima de amor,aqui Outono em cor .É a natureza que nos presenteia diversamente esses maravilhosos sentimentos.
Abraços pra você e Alice!