sábado, 12 de março de 2011

Há que se ter esperança


Cada dia o sol nasce

E trás a certeza do amor de Deus por nós

Cada respirar

cada flor que se abre

Uma borboleta a revoar

Há que se ter esperança

Tudo na vida passa

E tudo há de passar.

Só o amor fica

Só a paz reina dentro de nós.

Cada noite estrelas brilham

Ou se nublado as nuvens também mudam de lugar

Lua tem fases

Sol logo chega a brilhar

Tudo na vida passa

O amor nunca passa

Há de para sempre viver e ser terno

Há que se ter esperança

A vida é feita de momentos

Tristeza e lutas nos trazem forças

Olhar pra trás é só pra ver o que já se venceu

O amor, a fé em Deus

Tudo passa

O amor porém em nós nunca morreu.


Paula Belmino

**Foto de Graciela Lindner.Eu e Alice no amor que nos une

5 comentários:

Bergilde Croce disse...

E,nesse período onde reinam no mundo as catástrofes naturais e guerras essa sua poesia soa como um eco de oração,linda!Bom final de semana!

ONG ALERTA disse...

Verdade o amor nos faz sobreviver...beijo Lisette.

Vestido de Rodar disse...

Essa foto é tão linda...adoro!

Vestido de Rodar disse...

Que bacana que ganhou o sorteio do blog da Dani, Criança Bem Vestida. A Alice amou a almofada Pampili? Bjks

Mgomes - Santa Cruz disse...

Listte: Tens razão não há que ter medo tudo passa e só o amor fica em nosso coração. Lindo adorei.
Beijos para as duas princesas.
Santa Cruz