sexta-feira, 11 de setembro de 2015

O hábito saudável da leitura



Ler é voar nas palavras
É andar sobre as ondas
É aventurar-se no mundo
É conhecer na palma da mão mistérios profundos
Ler é sentir na alma o sabor do conhecimento
Que a paz em nós vai aflorando.

Paula Belmino

Estamos na edição do jornla local Jornal da Serra falando sobre o hábito saudável da leitura.


Leiam na íntegra:


É cada vez mais divulgado por pesquisas e estudos internacionais que o hábito de leitura faz bem ao cérebro ajudando na memória, desenvolvendo a inteligência cognitiva e emocional, instigando a imaginação e a criatividade. Incentivar a leitura desde cedo muito antes da criança nascer, quando a  mãe ler para o feto , assim como a música cria laços de amor e afeição pelas palavras uma vez que é comprovado que o feto reconhece a voz da mãe e entende seu tom de voz, quando fala com a barriga. Ao nascer o ato de ler e contar histórias para o bebê ajuda a melhorar a relação entre pais e filhos, estimula a percepção e a concentração e a memória . Desde os primeiros passos rodeado de livros e palavras, poesias e letras a criança vive num mundo repleto de fantasia e mistérios que servem para enriquecer o vocabulário, desenvolver a auto estima e a empatia e aflorar sentimentos e expressões.
Ler é um hábito saudável que deve começar desde cedo e mesmo quando a  criança já está alfabetizada ainda assim deve-se  reservar um momento para ler  usando dramatizações, que fará com que ela compreenda melhor a história interprete-a e internalize em si mesma, algo que talvez lendo sozinha não conseguisse.
Para ler e gostar de ler a criança precisa de situações leitoras que possibilitem essa oportunidade. Eis  algumas sugestões:
* Incentivar a visita á livrarias e agendar com a criança  um fim de tarde para visitar a biblioteca pública de sua cidade e lá conhecer livros novos, se cadastrar e tomar emprestado são atitudes que podem desenvolver na família o hábito da leitura .
* Criar um cantinho da leitura em casa com livros variados, lápis coloridos, folhas de papel, para que a criança possa ler e também escrever e ilustrar sobre o que leu.
* Convide os pais e amigos da criança para uma tarde de leitura, um piquenique literário, onde cada um traz o livro que gosta para ler e dividir com todos valorizando assim a socialização de diversos temas e  incentivando a oralidade num debate sobre a história.
* Faça no seu bairro uma feira para troca de livros usados entre as próprias crianças e eduque além do gosto pelos livros  a redução do consumismo , levando em conta que os livros podem ser emprestados e não comprados .
*Para que a criança leia melhor incentive a leitura diária usando entonação da voz, mudando a voz para cada personagem.Grave vídeos e áudios para compartilhar com os amigos e familiares e registrar a evolução dessa fase da criança. Compartilhe  ideias e resenhas dos livros lidos num clube do livro, que é  ferramenta muito utilizada hoje nas redes sociais e que deve ser um canal para o incentivo á leitura.
 Num país ainda com mais de 13 milhões de analfabetos ler para uma criança é reduzir o risco de vê-la crescer sem reconhecer letras e sons e ter seus sonhos fadados ao fracasso.
 É necessário ler em todo tempo sejam revistas, jornais, panfletos de supermercados, propagandas e placas da cidade, o que importa é ler e na diversidade dos gêneros textuais descobrir um mundo mágico.
 Ler torna as pessoas melhores em todos os aspectos da vida seja cognitivamente a nível cerebral, seja na inteligência emocional e nas relações sociais. Ler muda o mundo a começar por nós mesmos.

Paula Belmino
Pedagoga

E por falar em leitura hoje o Globo Repórter revela que a paixão pela leitura está mudando a vida do brasileiro.
O menino pobre descobriu a vocação nos livros que catava no lixo. Hoje ele é um médico.
Entre luvas e livros. A incrível história de superação de um goleiro que nunca parou de ler nem estudar.
Da biblioteca para a internet. O adolescente que herdou da mãe o talento de formar leitores.
Os cavaleiros da cultura. Quem são os homens que percorrem estradas de terra levando livros para alunos do interior?
Contadores de história? Que missão é essa? Eles mudam a rotina de um hospital levando alegria e esperança aos pequenos pacientes.
Ninho de livros, geladeiras para matar a fome do saber e bicicletas literárias na maior cidade do país. Ideias simples que espalham sonhos, imaginação e fantasia pelos quatro cantos do Brasil.

http://glo.bo/1JULqOF

Alice usa:
Dedeka Homewear

3 comentários:

Bolhinhas de Sabão para Maria disse...

Parabéns Paula!!! Quanta sabedoria e sonhos para passar para as crianças! Linda matéria e inspiradora!

Eu também amei o Globo Reporter, foi também inspirador!

Beijos no coração!

Pitanga Doce disse...

A leitura, além de fazer as crianças voarem na imaginação, acalma. Se ela fica em frente ao computador, estará sempre interagindo e teclando e ouvindo sons. Se ela se recolhe e senta e lê, ela fica ali por inteira e "nem pisca". hehehe

beijos pitangueiros em Rio com chuva e frio

Maria Rosa Sonhos disse...

Linda matéria! Ler é mágico! Beijo! Renata e Laura