domingo, 17 de setembro de 2017

Sete Cartas de Outro Planeta



Sete cartas de outro planeta
uma menina entediada
sozinha no seu quarto cor de rosa, a inventar brincadeiras, sem disposição para mais nada.
Os pais ocupados,
o irmão jogando video-game
a menina sem ter com quem conversar 
sozinha no quarto descobre um segredo
Um Extraterrestre passa ali, deixa uma carta pedindo para brincar, os pais sem tempo nem desejam olhar
A segunda  carta pede desculpa, fala de remédio pra alma, e mais uma vez ninguém na casa ler, só a menina que no quarto se cala.
E assim o dia inteiro, uma carta atrás da outra. O extraterrestre oferece robô, que faz tudo na casa, a menina até tenta mostrar aos pais , mas eles estão ocupados demais.
E assim ela deseja que o ET fosse menina, que com ela brincasse, conversasse...
Até que chega por baixo da porta uma resposta , um envelope com três cartas do pai, da mãe, do irmão endereçados ao Extraterrestre falando de amor, de cuidado, de tempo.




Essa história Sete cartas de outro planeta de Ana Cristina Melo com ilustrações de Patrícia Melo pela Editora Bambolê é linda e com ela as crianças puderam falar sobre sentimentos e sensações, quando pedi a elas que escrevessem uma cata ao Et, saiu tanta s coisas, desde que os pais deixam de castigo, que as crianças se sentem sozinha por não er irmãos, que a escola é boa , que amam brincar e ler. E muitas perguntas também para saber como é no planeta do etezinho, se tem piscina, se tem livros, e biblioteca, se ele tem irmãos, se lá tinha escola.
O escrever a carta a um ser imaginário fez com as crianças se colocassem como personagens principais do livro e na fantasia falassem d que talvez não dissessem se fossem perguntado olho no olho.
As crianças até reclamaram que eu sou chata as vezes quando cobro demais, ou brigo com algum colega.( Não tem como por vezes não reclamar  não é crianças)
Essa atividade foi um exercício de libertação da fantasia, da imaginação, do colocar para fora sentimentos e frustrações, anseios e desejos.
Depois de escrever as cartas também trabalhamos o envelope que elas criaram o endereço do destinatário por ex: Rua das estrelas, rua da escuridão, planeta marte, planeta da luz. Uma boa dose de brincadeira e ludicidade para falar de assuntos sérios que é o sentir, o ser, o viver de cada criança.














3 comentários:

Toninho disse...

Que interessante Paula.
Sentimentos de criança é algo mesmo que deve ser explorado e entendido.
Gostei.
Abraços e boa semana para vocês.

Lucia Silva disse...

Riquíssima essa aula, explorando as emoções e a criatividade das crianças.
Beijos e uma semana abençoada!

Renata disse...

Foi mesmo, uma excelente aula. Beijo! Renata e Laura