sábado, 2 de junho de 2018

Milena Vareta, Milena Cipó




A menina tinha

pernas tão compridas

Que ao nascer o berço 
precisou ser adequado,
Dona Cegonha ao trazer-lhe
Precisou de muito cuidado
Pois quase se desequilibrou.



Os pais da menina

Tinham medo dela cair e quebrar

Pelos varões do berço flutuar
No banho o trabalho dobrado
Perninhas agitadas 
Milena parecia nadar.


E para brincar no escorregador 

As pernas tão compridas de Milena

Fazia o pé logo encostar no chão
Que situação!



Ao crescer nada foi diferente
A não ser o corpo esguio de Milena

Milena apelidos ganhou

 E triste ficou!

Milena era sempre a última da fila

Não podia sentar na frente

nem no cinema, nem no teatro,
Na escola então:

Milena era sempre a do fundão.
Que problemão!!!




Mas a vida de Milena mudou

Quando soube aceitar sua diferença

e seus amigos 
sua condição respeitou.
Afinal ninguém é igual, 

e para tudo na vida

há uma sugestão,

Há uma intervenção.




Milena usou a seu favor sua altura

A destreza de suas pernas 

Lhe deu medalhas no esporte
Ninguém corria, ou saltava melhor
Do que Milena Vareta, Milena Cipó
Ela se encontrou.
E seu corpo aceitou.


E aprendeu mesmo na diversidade

Tudo que sonhou, realizou.

Podia ser alta ou magra
Gordinha, ou baixinha
O importante era o seu valor.


Nas diferenças a gente se completa 

Pode ser feliz sendo atleta.

bailarina ou pintora,
Fotógrafa, e até professora
E tudo mais que imaginar.
É só preciso estudar
E ao outro aprender respeitar!


Paula Belmino


Poema inspirado no livro Milena Vareta Milena Cipó de Roseli Barbaresco com ilustrações de Altair Vianna pela Editora InVerso



Alice leu e amou afinal ela tem pernas finas  e compridas e sempre foi motivo de as pessoas falar que ela é reta a perna completa. Achamos o livro colorido e alegre, mas faltou trabalhar mais essa questão de apelidos, de como Milena se sentia, e assim evitar que outras crianças passem pelo constrangimento por causa de como veem seu corpo, mas cabe aos pais, mediador de leitura e professores interagirem com as crianças sobre a valorização de cada um, a auto-estima e a aceitação, respeito á diversidade.

Vejam:



Mais sobre o livro?



https://editorainverso.com.br/livros/infantil/milena-vareta-milena-cipo/

5 comentários:

Cidália Ferreira disse...

O meu aplauso para tão soberba postagem!! Amei :)!

Especial:-Descalça de preconceitos sigo os trilhos. [Poetizando e Encantado]
.
Beijos. Bom fim de semana.

Gil António disse...

Olá, boa tarde. Belas imagens e poemas de enorme sedução. Gostei do video.
.
* Utópicos versos rimados num abraço entre namorados ( Poetizando) *
.
Deixando um abraço poético

vanessa oliveira disse...

Boa noite!
Amo poesia , já sigo o blog da Profª Lourdes Duarte e o da biblioteca da escola em que estudo. Sou a Vanessa que escreve algumas poesias e já participei do Poetizando, muito feliz com os comentários que recebi . Obrigada! e vim conhecer e apreciar os participantes desta BC que encanta!
Seguindo o seu que amei, não sou blogueira, sou um estudante que ama poesia! Parabéns pela linda participação! Bjuss

Toninho disse...

Uma historinha bem interessante na mensagem de valorização da pessoa independente de seu fisico. A poesia ficou engraçada e bonita. As crianças devem adorar a saga da Milena Vareta.
Abraços Paula.

Renata disse...

Uma graça! Laura também tem pernas compridas e magras. Beijo! Renata e Laura