sábado, 2 de junho de 2018

O canto da natureza



Chamam-me no sonho
Ouço um canto suave
uma sinfonia a
inspirar cuidados
e chamar atenção.
Sigo a voz
e adormecida pela singeleza
encontro
um campo de flores lilases.
Corro pelo campo
 fascinada 
e levada pelo cheiro, 
toco e sento de perto
as perfumadas flores
a encantar -me em sonho.
Sigo sempre em frente.
Na pequena bicicleta,
apenas água, e flores.
Pássaros e borboletas 
me acompanham,
leves voam
no imenso campo florido 
nunca visto em minha imaginação
Ali as flores não definham
e  a natureza não sofre
qualquer que seja a intervenção.
Avisto infinitamente o campo florido,
belo, perfumado e fértil,
até despertar ainda sob o efeito do canto
e da canção suave que me clama cuidados
seria anjo, seria pássaro?
É sinfonia singular!
Acordo, respiro, sinto,
volto à lembrança do sonho
e um pensamento  me toma:
a paz é lilás,
e a natureza inspira cuidados
e amor 
que não pode cessar jamais!


Paula Belmino


Poema inspirado na semana do Meio ambiente para o Poetizando e Encantando do blog da Lourdes que nos dá cada semana uma imagem para inspiração.
escolhi essa abaixo, uma moça num campo de flores lilases, montada numa bicicleta e vestida também de lilás. Penso na natureza que necessita de amor e cuidado a cada dia e que cada um de nos faça sua parte, seja reciclando, consumindo menos, deixando o carro em casa e usando um transporte alternativo, plantando mais, economizando energia etc...


E você o que tem feito pela natureza?

Deixo a Nona Sinfonia de Beethoven por Alice na Flauta Doce
Chamada também de Hino da Felicidade ou ode á alegria



A Nona Sinfonia de Beethoven foi apresentada pela primeira vez no Teatro Kärntnertor, na Áustria, em 7 de maio de 1824 e é marcada como a primeira obra de um compositor que tenha utilizado a voz humana com tamanha importância tal qual os instrumentos. É a obra mais conhecida do gênio musical. Ela foi encomendada pela Real Sociedade Filarmônica em 1817 e começou a ser composta no ano seguinte. A base para sua criação foi a tentativa de Beethoven, musicar o poema "Ode a Alegria" de Friedrich Schiller, que lera quando era jovem e com o qual ficou emocionado por fazer menções a fraternidade humana. 


A Nona Sinfonia de Beethoven foi inspirada no poema Ode à Alegria, do dramaturgo alemão Friedrich von Schiller , os versos originais de Friedrich Schiller exaltavam a liberdade individual e a fraternidade universal. A opressão sofrida por Schiller na adolescência acabaria tendo influência em sua obra, repleta de protestos contra a desigualdade social e a corrupção.


Quando compôs a Nona Sinfonia, Beethoven já estava surdo e na estreia da obra, em 1824, o bem-comportado público vienense interrompeu a performance, aplaudindo no fim do primeiro movimento. Conta-se que o compositor cochilava em seu camarote e teve de ser acordado para, incrédulo, agradecer a ovação da plateia. Nos 175 anos seguintes, a Nona seria utilizada como símbolo, tanto para o bem como para o mal. Em 1942, a peça foi escolhida por Goebbels, ministro da Propaganda de Hitler, como trilha sonora da superioridade alemã. Um ano depois, em Auschwitz, era cantada, em checo, por um coro de meninos judeus, dessa vez como trilha da esperança.

Influenciado pelos ideais da Revolução Francesa, queria que sua obra fosse imortal. Beethoven não conseguia realizar tal tarefa, e sempre ficava preso em determinadas passagens do poema. Felizmente, num belo dia, Beethoven adentrou correndo ao escritório para avisar ao secretário que havia conseguido.
Os versos do poema, que compõe a ¨Ode à Alegria¨ estão no 4º e último movimento da 9ª Sinfonia. 
 A Nona Sinfonia apresenta a alegria e a felicidade como possíveis, e para que sejam atingidas, basta estreitar a mediocridade política e cultural que nos cercam. Daí a compreensão do motivo que levou a União Européia a adotar a obra de Beethoven como hino oficial.

  





Para participar do Poetizando e Encantando

https://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com/2018/06/38-edicao-do-poetizando-e-encantando.html

11 comentários:

Rejane Tazza disse...

Lindas fotos, belíssimas aliás...Poesia nun canto de louvor à natureza e bela homenagem nessa participação!Adorei! bjs, chica

Gracita disse...

Bom dia Paula
Um sonho tão lindo onde a paz é lilás e natureza exclama o seu clamor num pedido de SOS
Que o seu clamor seja ouvido e que cada um faça a sua parte
Ouvir Alice tocando a nona sinfonia foi mágico
Parabéns para ela!!!!! E que continue abençoando esse lindo dom
Um domingo de paz e alegrias
Beijos

FILOSOFANDO NA VIDA Profª Lourdes Duarte disse...

Querida Paula, que beleza de poesia, o canto da natureza! Esse seu olhar poético, amoroso e sempre voltado para uma educação de qualidade, lhe inspirou divinamente, mais uma vez.

Este lugar,...nunca visto em minha imaginação
Ali as flores não definham
e a natureza não sofre
qualquer que seja a intervenção.
A beleza do lugar está nos olhos de quem o observa com amor e carinho. Com certeza, sua filha, essas crianças lindas estão tendo esse aprendizado tão importante. essa música tocada com tanta sensibilidade por uma criança é uma das provas disso.Parabéns querida por mais uma vez nos da o prazer da sua maravilhosa participação. Seja sempre bem vinda! Feliz domingo e um início de semana de muita paz.Abraços

Genilda Maria da Silva disse...

Amiga Paula! Encantada mais uma vez com sua majestosa participação.
A paz é lilás,
e a natureza inspira cuidados
e amor... o amor e essa linda paisagem lhe inspirou divinamente. Parabéns para a Alice linda modelo e como toca. Parabéns as crianças lindas que aprendem a amar a natureza. Parabéns pra você que mais uma vez nos encantou. Abraços, seja feliz.

Cidália Ferreira disse...

Encanto, beleza e magia!! Amei.

Beijinhos

Roselia Bezerra disse...

Boa tarde, querida amiga Paula!
Um campo de flores lilases é lindíssimo e fico daqui sentindo o perfume dele... cheirinho bom de lavanda regado...
A flauta doce tem som melodioso e suave como o tal campo florido de nossa imaginação...
Seja muito feliz e abençoada junto aos seus amados!
Bjm fraterno de paz e bem

Toninho disse...

Boa noite Paula e Alice.
Uma bela viagem em sonhos por campos belamente floridos,
que faz não querer acordar. Linda sua poesia com belas descrições,
pelas encantadas palavras que a mãe natureza inspira.
Mas que bem sabemos além dos sonhos inspira muito cuidado mesmo.
Belas ilustrações com as meninas lindas.
Um show da Alice nesta bela arte cada vez mais apurada.

Um boa semana Paula com paz e alegria.
Meu terno abraço.

Antonio Pereira Apon disse...

O canto da natureza, pedalando entre flores nesse sonho de participação, poetizando e encantando.

Um abraço e uma boa semana.

Renata disse...

A natureza nos inspira a paz com infinita beleza, muito bem traduzida por sua poesia. Beijo! Feliz Semana! Renata e Laura

RUDYNALVA disse...

Paula!
Que linda festa na primavera. A paz é lilás com certeza.
E que lindo sua filhotinha tocando flauta doce, e mais Bethove.
Desejo uma semana repleta de realizações!
“O que eu sinto eu não ajo. O que ajo não penso. O que penso não sinto. Do que sei sou ignorante. Do que sinto não ignoro. Não me entendo e ajo como se entendesse.” (Clarice Lispector)
cheirinhos
Rudy
http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com/2018/06/divulgacao-cultural-71-38-poetizando-e.html

FILOSOFANDO NA VIDA Profª Lourdes Duarte disse...

Bom dia!
Passando mais uma vez com o convite do poetizando e já comunicando que acabei de postar antecipado. Esse final de semana haverá manutenção nos cabos da internet e na minha rua não sei acontecerá a falta. Na dúvida postei. As imagens dessa edição estão motivadoras a composição de lindas poesias!
Ficarei feliz com sua encantadora participação mais uma vez. O Poetizando ficará no decorrer de toda próxima semana a partir de hoje.
Deixo esse pensamento que me serviu muito de reflexão e impulso para seguir, espero que goste.
“Deslumbrante a grande arte da Vida é Acordar depois de um Sonho, levantar depois de um tombo, sorrir depois de uma Decepção e nunca se Desanimar!
É olhar pra Frente com a esperança de Vencer.
Lute sempre com fé e determinação em todos os momentos de sua vida.
Só não desista nunca dos seus objetivos nem dos seus sonhos”.
Abraços Carinhosos da amiga Lourdes Duarte.