terça-feira, 14 de agosto de 2018

Intercâmbio Literário





A poesia deve ser levada 
aos quatro cantos
em asas de fadas
e de borboletas
azuis, amarelas,
em aquarela.
Poesia assoviada
cantada,
entregue aos
aos recantos do mundo
pelo vento
ofertada,
numa doação de ternura
misturando-se ao brincar
brincadeira 
com as palavras e as emoções.
A poesia doada e intensa
sobre o ser, o viver, o aprender
desde a aurora da infância 
à maturidade
na poesia sempre renascer.

Paula Belmino

Hoje nossa aula foi bem diferente levamos a poesia de Roseana Murray numa troca com a Educação Infantil, na Escola Maria de Lourdes. As criança lá estão também trabalhando o projeto Vivenciando  o olhar sensível e poético de Roseana Murray, e nós na Escola Francisco Jerônimo o projeto: Suspirando Poesia. Para uma educação de sensibilidade e expressão, onde a leitura ganhe asas e nos enleve para desenvolver habilidades e competências
Juntamente com a professora de Sala de Leitura Vitória Lópes envolvemos além de meus alunos, outras turmas da escola para irmos lá recitar, vivenciar, brincar, se envolver e aprender com as crianças menores.

Chegamos lá e apresentamos uma criança vestida de Roseana, mas antes mesmo uma foto da autora e só depois a menina, perguntamos de onde a escritora era e só assim eles viram Ravana, e ficaram enlouquecidos com a semelhança, além de que hoje Ravana recitou asa de borboleta azul do livro: Classificados poéticos pela Editora Moderna



O aluno Davi recitou: Precisa-se de uma bola de cristal



Eu virei  uma bruxa e mexi e remexi o caldeirão, li e brinquei com o poema caldeirão da bruxa ,e as crianças demonstraram muita euforia com os ingredientes horripilantes do sopão da bruxa, e demostraram amar amar uma bruxa, bem como uma fada. 



Isso sim é vivenciar as diferenças, respeitar a diversidade.assim como foi o momento deles conhecerem Luiz, aluno cadeirante, que ama ler e ouvir histórias e  incluso que se transformou em duende para vivenciar o poema: Casinha na árvore do livro: Brinquedos e Brincadeiras. Editora Moderna



E teve muito mais poesia:

Joaninhas e linhas do Livro Caixinha de Música



Casa de avó com a aluna Ketyllin bem fantasiada, e olhe que quando voltamos para a escola não tirou a fantasia, ficou de bengala e tudo na hora do recreio e merenda. isso é poesia!



E mais poesia:
Compro gavetas do Classificados Poéticos


Maria Luiza recitou: Compro um barco cheio de vento



Asa de borboleta azul pela aluna Bianca do 2ª ano



Receita de se olhar no espelho com estripulias dos meninos



E todos juntos recitaram Casa na àrvore



E depois de toda beleza vivida pela poesia as crianças puderam se socializar brincando no parque, conhecendo um ao outro, se colocando no lugar de cada um, vivendo o prazer de conviver, aprender com o outro, a empatia e a amizade





E todos queriam brincar com Roseana Murray


2 comentários:

Toninho disse...

Muito boa sua atividade amiga.
Eu que a acompanho por longo tempo nesta missão aplaudo todas as suas atividades e aqui por esta inclusão na formação do Luiz. O Brasil precisa copiar estas ações que não se vê nas cidades grandes onde os cadeirantes sofrem todos os tipos de dificuldades para terem acesso às escolas.
Meus parabéns e parabéns à estas crianças em bela performance de leitura.
Carinhoso abraço e prossiga amiga.

FILOSOFANDO NA VIDA Profª Lourdes Duarte disse...

Paula querida, você é uma grande profissional em educação e esse amor pelo que faz é grandioso e faz a diferença. Intercâmbio literário, as crianças aprendem e ensinam, começam a fazer parte da sociedade letrada com amor e responsabilidade. Encantada! parabéns!
Abraços

Estamos com internet na biblioteca onde trabalho, ente um tempinho e outro, tento fazer as visitas.