terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Ao findar o Carnaval




Caem as máscaras
Serpentinas e confetes deixados ao chão
Alegria passageira
Acabou-se o carnaval quase findo é o verão

Não é brincadeira
Não tem folia
Agora é a hora de ver a realidade
Sem magia


Encarar a vida com os pés no chão
Mesmo que os sonhos estejam em multidão
Raia a consciência:
Brincou o carnaval com responsabilidade?

Deixe que a lembrança desses dias seja amizade
Que as ações tenham sido conscientes
Brincou, sambou,
Carnaval Inocente!

Só alegria, pureza e amor.
Muita amizade, música em alto som
Pra dar energia aos dias que vêm
Ano de vida
Ano tudo de bom!

Paula Belmino

5 comentários:

Chica disse...

É difícil dizer o que está mais lindo, se poesia ou Alice. Maravilhoso!beijos,chica

Anne Lieri disse...

Muito linda poesia,Paula!Adorei a foto da Alicinha!Bjs,

Miriam de Sales Oliveira disse...

Que versos mais lindos,minha amiga;findo o Carnaval vamos caindo aos poucos na realidade.E agir a vida.
A Alice está uma bonequinha! bjks p/as duas

Bergilde Croce disse...

Boa Paula,Carnaval acaba e ficam as lembranças que nos ajudam a enfrentar a dura realidade de todos os dias.Por aqui a gente ainda está aguardando pra assistir ao desfile de rua de nossas crianças.Belíssima Alice,abraços para vocês!

Mãe Mochileira,filho malinha.. disse...

Linda poesia Paula..e sempre belamente ilustrada pelas fotos lindas da Alice..como vcs estao??bjss e bom finzinho de feriado!!! ;-)