quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Fada do Amor





Em tuas asas leves e transparentes
Carregas o pó do amor
Em lindos cabelos ao vento

A alegria esvoaçou

Voas tranqüila pela pátria
Numa ternura sem fim
Levas em teus braços
O coração de um querubim
A graça e a beleza
O esplendor do céu no teu sorrir
Anuncias boas novas
E trazes estrelas aqui
Linda fadinha dos sonhos
Faz nascer as sementes na terra
A mágica flor abençoa
E transforma-se em quimera
Sob o arco-íris
Em lindo voo sob o mar azul
Fada de sonhos e estrelas
Bênçãos em tuas mãos jorram
Fazendo a paz de norte ao sul.




Paula Belmino

4 comentários:

Carolina Arêas disse...

Bonitinha!

A Magia da Noite disse...

o amor sempre nos chega no sorriso de uma criança, ou apenas na lembrança do dia em que também fomos capazes de sorrir assim.

Anônimo disse...

Paulinha,que fadinha mais linda ficou a Alice!Simplesmente um sonho sua poesia!Bjs,

Miriam de Sales Oliveira disse...

Oi,cheguei;bem q/senti sua falta,andava passeando,hein!?
E a Alice,cada dia mais linda!
bjs