domingo, 4 de julho de 2010

Lágrimas deste Amor



Quão profundo
Amor infinito
Labirinto em que me perdi
E nunca mais vou me encontrar
Deixei minha alma na sua
Quando teus olhos eu vi
E neles mergulhei como se fosse mar
Agora que o tempo passou
A cada dia mais longe
Acho-me de seu olhar
Dói mais ainda o vazio
A saudade que sempre teima
Tristeza veio aqui ficar.
Quão precioso amor
Desatinada a paixão
Indecente ao te lembrar
Das noites e sonhos fogosos
Na madrugada em pensamentos gostosos
Como parecendo realidade
Eu vou indo te buscar
Até que lágrimas caem dos olhos
Quando por ti eu imploro
E grito teu nome em vão
Nesse silêncio quase morro
E atormentada reflito
Que será de mim agora?
A vida corre lá fora
O vento não leva a ti meus ais
E eu sozinha soluço e choro
Minha alma presa na tua
Pra não se separar nunca mais

Paula Belmino





Recebi este selinho da amiga Sandra do blog CURIOSA e repasso aos amigos:



LUCI CARDINELLI




ADRI NUNES




ZEZINHA




ANA









7 comentários:

Sandra disse...

ola amiga!

Tem um carinho para vc. na CURIOSA. Um troféu ouro muito especial.
Espero que goste. É de coração que repasso

A amizade não ocupa nenhum lugar no espaço, muito menos no coração da gente.
Por isso sua amizade é muito importante.
Trófeu para todos nós que somos amigos.
Carinhosamente,
Sandra

Zezinha Sousa disse...

Olá, minha linda, obrigada pelo selindo, pela sua visita e pelo seu carinho. Olha esse poema é tão lindo, vou pegar pra mim, posso?

Bjinhos!!!!

Chica disse...

Linda poesia!Beijos,lindo domingo,chica

Santa Cruz disse...

Olá Paula; Lindo Poema e cheio de esperanças e de amor, o amor nunca morre apenas desaparece para voltar ainda mais forte, é bom amar e ser amado, Não concordo com a Sandra para mim amizade é eterna e ocupa um cantinho no meu coração por isso a que trato minhas amigas/os por Belas e eternas doces flores.
Um beijo
Santa Cruz

Adri Nunes disse...

Que linda!!!
Adorei o selinho viu???
E o poema tb... quase chorei (sou mto emo).
Bjoooooooooooooooo

Anônimo disse...

parabens bjo em vcs duas.rai ama vcs rs

Minéia Pacheco disse...

Olá Paula,

Belíssimo poema, parabén

Beijos e até mais...

http://historiaparacriancalerouviresonhar.blogspot.com/