terça-feira, 13 de outubro de 2015

Do Prazer de Ser Escritor



"Escrevo as entrelinhas de minha alma, o choro incontido, a dor que pulsa, as mágoas. Escrevo o amor latente, a luz que aflora , ideias advindas de uma inspiração nata ou pulsante que impulsiona o versar em forma de conversa e desabafo, de sonho e de loucura. Escrevo frases feitas, ás claras, sem medo de errar, já que grito, embora nunca seja ouvida as lágrimas caladas deste soluçar.
Dito e repito, vou rabiscando o que li, ouvi, senti, admiti, ou discordei, vou emitindo informações criadas ou curadas, alienadas, memórias rasgadas de um sentimento nu.
Escrevo abertamente a quem ler e se dispõe a escrever-me em linhas de utopia, loucura, ou insensatez.
Escrevo lunaticamente porque sempre quis ser poeta e escritor de amor em linhas de platonismo e obscuras interpretações, sem silenciar sentidos e afagos, sem mascarar necessidades. Escrevo notas e canções, plurais eventualidades, gotas de vaidade, tempos de paz, e desejos insanos e nus. Escrevo abertamente o que sou, o que quero ser, a que me propus. Escrevo e nesses textos vagos vou calando a dor, vou me fazendo amor, vou dizendo ao mundo quem sou.
Posso não ser famoso, renomado, o melhor escritor do mundo,mas escrevo minha vida, registro meus atos, enceno minhas vitórias e fracassos, permitindo que o universo da escrita alague minhas mãos, meu respirar e meus lábios, e sobeje nas ideias desses singelos traços."


Paula Belmino

Esta é minha homenagem a todos os amigos escritores que escrevem nossa alma em entrelinhas.Parabéns pelo dia do escritor
Alice usa Dedeka Homewear e o registro da primeira foto ela ainda estava escrevendo apenas seu primeiro nome, hoje já produz pequenos textos, esta é a grande importância de se ler e escrever para formar novo escritores leitores, gente que escreva sua própria história.
Fotografias de Silvia Martins

5 comentários:

✿ chica disse...

Parabéns pra ti e que linda homenagem e carinho! bjs, chica

Ana Paula disse...

Um beijo a você também, poeta e escritora, que tão lindamente descreve sentimentos, o viver, tristezas, alegrias.
Quem sabe Alice, de pequenos textos hoje, de apenas o nome de ontem, não enverede também por este caminho da escrita?!
Lindo o teu registro do nome dela no caderninho.

Aproveito para dizer que estou "passeando" pelo site de fotografia que você me indicou, o nicephotos, e estou encantada com todas aquelas possibilidades. Até o final do ano farei algo com eles e depois te conto se gostei!
beijo

soninha cidreira disse...

Belo texto menina!! Parabéns....vá em frente!! beijos

Toninho disse...

Parabéns Paula pela sua arte que acompanho a cinco anos desde o Recanto das Letras, a poesia é sua vida e deixe que as palavras traduzam tudo o que lhe vai na alma.
Um abração com carinho amiga.
Beijo de paz.

Maria Rosa Sonhos disse...

É lindo vê-las descobrindo as letras e depois formando palavras, textos! Linda homenagem! Beijo! Renata e Laura