quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Poesia da Saudade





Hoje amanheci poesia
Lágrima e saudade
Nostalgia.
Vi na estrada a paisagem, o sertão em estiagem
Cedo bem cedo, Deus tocou a mim, 
como passarinho cantando alegria
Paz na alma minha.
Passeei pela passado, nas lembranças da aurora da minha vida
na solidão da manhã , amordaçados os barulhos da cidade, 
Voei na imaginação sonhei estrelas, me fiz verão
Vi entre as árvores crescidas, eu menina a brincar
Vi em meus sonhos os amigos, um em especial lugar
Da escola as lembranças, o rir, o conversar, 
senti perto ainda seu cheiro, senti seu carinho, o largar horas a tantos planos de futuro
Saudade era em mim o lugar.
Hoje amanheci poesia e pelos livros me li, no caminho me perdi a lembrar
Saudades dos tempos de outrora
Dos amigos, da infância, de quem eu fui
Agradeci a Deus por tudo 
e as mãos agora debulham versos de gratidão
Pela saúde, pelas amizades, pelo cuidado em todo tempo.
Eu que era menina, hoje olho da janela da vida, as crianças a brincar
E aqui em palavras indizíveis registro o espetacular:
A saudade é espaço e tempo
É mais que sentimento, é voltar a quem e onde se amou
É viver de novo o sonho e a realidade deixar de chorar.
Saudade é vida que segue trazendo o tempo que se despediu pra não mais voltar.


Paula Belmino

3 comentários:

✿ chica disse...

A vida é mesmo assim...E tuas saudades ficaram lindamente expressas por aqui! bela fotos! Somos sempre um pouco de saudade! bjs, chica

Renata disse...

Que beleza de saudade poética cheia de gratidão! Ficou linda esta postagem. Tenho muita saudade agradecida também por todas as fases já vividas e aprendidas com a Laura. Beijo! Renata e Laura

Toninho disse...

Uma bela definição da saudade Paula.
Este olhara pela janela da vida, reviver cada passo.
Saudade é esta coisas que bate no peito descompassada
num ritmo violento e acelerado que mexe com os olhos.
Linda esta inspiração e prosseguir com estas lembranças
guardadas em versos que caíram no colo a pedir consolo.
Gostei.
Abraços amiga.
Bjs