quinta-feira, 8 de junho de 2017

Levando Palavras






Leva sobre os ombros afeto

solidariedade estendida

generosidade e empatia

a oferta de amparo,

a doação!


Deita sob teu colo

a palavra de luz

que gera frutos de sabedoria

e deleita-te nessas palavras

de vida


Deixa acomodado ao teu  peito

guardados a sete chaves

a bondade, o amor,

a esperança crescente,

o perdão!


Reserva nas mãos a cada dia

porções de puras sementes e livros,

fé e boas lições

leva pra sempre docemente

a liberdade!


Guarda em tua mente otimismo

e na cabeça as boas ideias

a consciência tranquila

fiando ternuras

invenções que mudem o mundo

a revolução!


Sempre nas mãos apegados, os livros

No peito abraçados, os livros

No ombro, livros aos montões

e na alma pra sempre acomodado

o amor pelos livros

que é pra sempre de tudo que fica

 a transformação!


                                                             Paula Belmino




*Poesia inspirada nesse ensaio com os livros que recebemos
do Semear Livros e que a partir de segunda-feira já estão disponíveis para os
leitores na Biblioteca Bernadete Xavier

Mas hoje claro devoramos um pouco deles com essas crianças
na casa da auxiliar de biblioteca Vitória Lopés.


E ganhamos esse lindo acróstico da escritora Angélica Gouveia



Achei esse vídeo do momento de entrega dos livros na nossa escola gravado pela aluna Alicia

Assistam:




E

4 comentários:

Lucia Silva disse...

Magnífica poesia inspiradas em belas imagens e na essência da leitura que são os livros, as palavras que juntas formam poemas encantadores. Levando livros, levando amor, levando paz, levando encantamento para quem degusta a leitura. Beijos carinhosos, Lúcia.

Maria Angelica disse...

LEVANDO PALAVRAS

Livro na cabeça
É semente que se leva
Vai semeando pelo caminho
Abrindo novos horizontes
No dia a dia vai regando
Deixando brotar
O fruto da sabedoria

Para construir um mundo melhor
A cada leitura que se faz, pode-se
Levar a paz, o amor um nova vida
Aos corações sedentos de esperança
Vamos sair pelo mundo afora
Revelar que ainda existe
A fé, a coragem de mudar
Sempre ao nosso redor


Angélica Gouvea

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

...e há poesia do bem!
Em cada canto há encanto
Cantando com amor o canto
Que encanta o canto também.

E esse amor também vem
De um Deus, maior que o santo
Que encantou certo tanto
E Deus deu encanto além

Do amor que é tão humano
Deu Amor Seu soberano
À luz que ilumina a mente

Assim por trás desse pano
Vê-se no palco um soprano
Cantando e dando semente.

Grande abraço. Laerte.

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

...e há poesia do bem!
Em cada canto há encanto
Cantando com amor o canto
Que encanta o canto também.

E esse amor também vem
De um Deus, maior que o santo
Que encantou certo tanto
E Deus deu encanto além

Do amor que é tão humano
Deu Amor Seu soberano
À luz que ilumina a mente

Assim por trás desse pano
Vê-se no palco um soprano
Cantando e dando semente.

Grande abraço. Laerte.