sexta-feira, 26 de junho de 2009

Alma em Dor



Hoje a vida não ta fácil
Desentendimentos
Sentimentos maus
Pessoas que não conversam
Não se olham mais
Não desabafam
Faz guerra
Não busca a paz!
Hoje ta escuro meio cinza
Minha visão tem neblina
E um choro entalado no coração
Meus olhos rasos de lágrimas
Faz confusão!
O que era parceria
Fez-se tempestade em copo d’água
E eu estou assim desolada
Olho ao monte qual o salmista e digo:
Tu és meu refúgio e proteção
Há que se lembrar de mim em meio à aflição
Aqui faz frio
Há tanta dor
Minha alma está sozinha
Tem feridas pela mão da que me desdenhou.
Posto em ti meu Deus minha confiança
Tira de mim essa angustia e faz bonança!

Paula Belmino

5 comentários:

Chica disse...

Lindo poema falando de como por vezes nos sentimos.Mas há sempre alguém nos protegendo!beijos,chica

Edna Lima disse...

E a força que nos faz viver e buscar a felicidade vem de Deus. bjs

SO PARA OS INTIMOS disse...

Lendo seu poema, senti sua dor. Com lágrimas nos olhos também estou. A Edna certa, Paula, existe uma força maior que nos faz viver - DEUS.

Beijos nesse coração maravilhoso

Adriana

Bergilde Croce disse...

Amiga,ja te disse em outras ocasioes que admiro sua sensibilidade e arte de como tao bem a sabe expor na forma de poesia.Esse Dom é um presente daquele que nos protege mesmo qdo nao estamos atentos!Abraços,Bergilde

Anne Lieri disse...

Paulinha,só hoje pude entrar no blog e ver essa linda e triste poesia!Mas tenha fé que tudo será resolvido!Deus é Pai!Bjs,