sábado, 6 de junho de 2009

Quereres


Quereres

Eu quisera roubar-te um beijo
E de bom grado ser teu par!
Quisera ser tua lua cheia
E nas noites estreladas poder te amar.

Quisera em fim de tarde
Ensolarada
Poder te esquentar!

Mas são desejos de uma alma só
Que esqueceu o canto de um doce amar.

Quisera voltar ao tempo
E ser teu alento em frente ao mar
Ser o doce de tua boca
E a pureza em tuas mãos.

Quem me dera possuir teu coração!

...Mas sou alma nua de madrugada,
Pássaro ferido a noite sem ter lar,

Nas tardes sou vento que sopra sem saber aonde chegar!

Quisera eu poder ir perto de teus olhos
E num beijo de amor em ti me encontrar!


Paula Belmino
*Foto de Alice e o primo Amós em gestos de amor

6 comentários:

Sandra disse...

Linda essas fotos e belo o poema.
Vim através do blog café com poesia.
Vem me visitar tão tbém. tem vários blog.
Passe por lá e leve seloinhos.
Se quiseres ser minha seguidora o convite está feito. Ficarei feliz em recebe-la.
Com Carinho
Sandra

Gleidston disse...

Olá,
Maravilhosa poesia,e juntamente com essa foto de ilustração,parabens.

Domingo de paz pra voce.

beijo.

Sandra disse...

Já levei o seu selo e coloquei em meu blog.
Te espero. Venha conferir somos livre no blog Sinal de liberdade.
Bjs.
Sandra

Sandra disse...

Sou eu de novo. Eu já sou sua seguidora. Seja minha em meus diversos blog. Também amo poesias e escrevo.
Com carinho
Sandra

Tonha disse...

Paula, este poema tá uma coisa de lindo, viu? Adorei!P.S (Veja também um texto qe dediquei a minha adorada mãe; "teus anos..."
Tá tudo muito show mamãe coruja, parabéns!!!
Tonha
www.recanto das letras.uol.com.br

Bergilde Croce disse...

Paula vim agradecer suas palavras maravilhosas para com minha pequena.Seu modo de comunicar me fascina, guardarei para sempre os presentes que nos tem oferecido...
Essas recentes poesias exprimindo as diferentes formas de amar estao simplesmente divinas!Grande abraço!