domingo, 30 de outubro de 2016

O Guardião da Chuva (Dica de Livro)








Ler trás sonhos 
Cura a alma 
Faz realizar e voar

Faz acreditar num ideal
Ler é transportar-se para onde a alma gosta de estar.

Paula Belmino 




Quão bom é poder levar poesia às crianças!

Nossa última aula essa semana  foi embaixo do guarda-chuva, aula cheia de encantamento e magia. O sonho de ver o conto : O guardião da chuva se tornar realidade.Livro de Dailza Ribeiro e ilustração de Andre Flauzino pela Editora Bambolê narra com muita sensibilidade e ternura a história de um menino diferente dos outros, com olhar além de seu mundo, quieto, calado, cheio de esperança . O menino sai de galochas e guarda-chuva em plena estação de seca, deixando a mãe e a todos abismados com a sua reação em se preparar pra chegada do inverno no sertão  apoiado na fé e numa visão que tivera. Chuva ali seria um milagre, e é nele que Miguel acredita quando sai de casa convicto e cheio de esperança sai de casa levando um guarda-chuva, calçado de galochas e paramentado para o frio que a chuva traria, mesmo quando o céu claro não dá nem um sinal de pequena nuvem.





O livro chegou na escola trazendo alento em dias de tempo seco aqui em nosso estado, tal como no livro. 
Li em voz alta, cheia de suspense, com voz calma, depois em grande estrondo o susto que o menino pregara na mãe, fiz a voz das fofoqueiras nas janelas assustadas com a aguçada sensibilidade do menino, e quando a chuva caiu a alegria de todas as crianças acompanharam em coro.
Lemos em duplas, lemos as imagens, as crianças fizeram suas preces e orações em pequenas gotas que enfeitaram o guarda-chuva que levei para a sala.





As crianças leram em duplas, escreveram uma oração a Deus pedindo chuva, afinal há meses não chove e a barragem que abastece as cidades do RN só garante um mês de água. Sendo a fé, a força maior e a esperança cremos que Deus pode mandar água para nós . Ele é dono de tudo.
Aproveitando a oportunidade trabalhei o gênero bilhete, e em formas de gotas enfeitamos o guarda-chuva. As crianças desenharam, interpretaram oralmente e escreveram, e brincaram, a leitura e a escrita sempre juntas de forma lúdica e significativa.


Este é um tipo d elivro que fica para semrpe em nossa memória afetiva e já conquistou a todos por aqui

Alice se aprontou para ler e esperar que a chuva chegasse de madrugada





Minha mãe leu para as netas e ficou emocionada. Logo mais o vídeo por aqui!




4 comentários:

✿ chica disse...

Que legal! Deve ser bom, adorei os trabalhos e fotos! Criatividade total! bjs, chica

Felisberto N. Junior disse...

Olá,Paula, bela dica do livro O guardião da chuva , bela a sua forma de "contação" e imagens , é mui vero, a leitura e a escrita sempre juntas de forma lúdica e significativa, nos transporta para lugares incríveis e cenários fantásticos. Que a a chuva inspirada nessa jornada e atendendo a oração feita ,apareça mais rapidamente possível...Belo domingo,belos dias,abraços!

Renata disse...

Linda oração das crianças! Muito belo trabalho. Beijo! Renata e Laura

Toninho disse...

Uma bela missão/dedicação Paula e que estas crianças sejam multiplicadoras e assim teremos uma linda geração de leitoras e escritoras.
Que voce tenha sempre esta animação e tempo na dedicação.
Abraços