domingo, 23 de abril de 2017

Uma borboleta e sua vida espetacular




Colorindo, encantando
Beija a flor sem alardes
Mas sabe que é demasiadamente importante
É da flor o par
Quando é lagarta, é força e vigor
É rápida a transformar alimento em cor
Entra em seu casulo
E mesmo solitária chama atenção
Quem atrapalharia o sono 
De uma lagarta em transformação?
Cálida, fiando sonhos de paz
No seu sono profundo pensa trazer o mais belo, 

o melhor de si para todos em volta
É borboleta desde o primeiro pensamento
Viveu a vida pra colorir e fecundar
E abriu as asas transbordadas de estrelas do céu e do mar
Tudo que se possa imaginar

Trabalho sempre lhe espera
Quem vê a borboleta pensa:
Nasceu pra encantar!
E ela porém, sabe que tem nas asas o dom da vida
Na boca o hálito do amor
Mesmo saída do casulo é toda enclausurada,
não vive longe da flor
Fia, rega, come, bebe, protege, colore, voa, emerge em sua dor
Não cansa, tem uma missão
De tudo ao redor fazer feliz
E cuidar do mundo que criou.
É borboleta
É feito beijo de Deus
Semeando liberdade e vida
Em pequenos ninhos
Nas plantas pelo caminho
Nos olhos de quem a vê
Borboleta encantadora
É mãe da natureza e de todo ser.

Paula Belmino 
.
Essa Poesia ofereço à minha mãe Cicera Simoes que é a borboleta mais bonita de nossa vida, trazendo perfume do amor por onde passa, e criando histórias de afeto, vida plena em muitos sonhos.
Feliz aniversário, muita luz, saúde e a presença de Deus abundante sobre sua vida.

3 comentários:

✿ chica disse...

Lind tua poesia recheada de carinho pra tua mãe! Beijos às duas e parabéns! chica

Renata disse...

Nossos parabéns à d. Cícera, com votos de muita saúde e alegria! Pois já é admirada nossa também! Beijo. Renata e Laura

Toninho disse...

Nossa que lindo Paula
Parabéns à mamãe e que Deus a cuide com muito carinho.
Ela uma batalhadora nesta arte que vc abraçou
Linda com Alice e Radasssa.
Bju nela por mim.