segunda-feira, 7 de maio de 2018

O Diário de Blumka (Dica de Livro)





A Pedagogia da alegria e do amor se dá quando sabemos respeitar respeito ao outro, motivar, fazer valer o princípio de liberdade de ideias, no saber ser humanista, valorizando as pessoas no que elas têm de melhor, cuidar dos animais, preservar o meio ambiente e acima de tudo, educar para a paz.

É sobre isso que trago hoje na nossa dica de livro.
Um livro que conta a história de um educador que viu a educação para a igualdade, a valorização da infância e autoestima considerando a individualidade de cada um, numa "pedagogia da alegria" centrada no amor, no incentivo à  criatividade,  no respeito à diversidade, à escuta, á singularidade de cada uma delas. Tudo isso não faltou ao Doutor Korczak que junto com a senhora Stefa acolheu mais de 200 crianças judias órfãs num orfanato em Varsóvia na Polônia.
É sobre tudo isso e muito mais que nos conta o livro: Diário de Blumka da Autora e ilustradora: Iwona Chmielewska pela Editora Pulo do Gato. O livro descreve como viviam Blumka que escreve o diário, algumas crianças e enfatiza a pessoa do Doutor Korczak  , sua personalidade, seu amor, seu modo de ser para com as crianças, e para com a natureza.

Janusz Korczak era, na verdade, Henryk Goldszmit, nascido em uma bem-sucedida família judaico-polonesa, na cidade de Varsóvia, Polônia, em 1878. Era conhecido pelo pseudônimo Janusz Korczak. O Doutor Korczak tinha uma consciência sobre a infância e o respeito às suas necessidades e vontades. Formou-se em Medicina e atuou como pediatra até descobrir sua vocação na educação. 


No diário escrito por Blumka uma das crianças do orfanato, além dela falar sobre a vida no cotidiano do orfanato e descrever 12 das crianças seus amigos ,entre eles:

Abramek, melhor marceneiro da oficina do orfanato,


Aron que tem dons para os trabalhos de artes


Zymek , que ganhou um prêmio por descascar mais cebolas


Zygmus, que devolveu a liberdade a um peixe; 


Reginka, que enchia de luz as noites mais escuras com suas histórias; 


Pola, que decidiu cultivar uma ervilha em seu próprio ouvido; 


Chaim, que foi a júri por destruir um formigueiro; 


o pequeno Pedrinha, que ajudou a descarregar a carroça de carvão com seu penico... 


Hannah , a menina despenteada e magrinha com quem ninguém queria brincar pois xingava muito, mas mudou o comportamento através do diálogo


Stasiek , melhor aluno da escola


Riwka, de todas a melhor nos esportes


e Blumka que escreve sobre todos em seu diário, e, quando lhe faltam palavras, ela desenha. 





De todas as revelações no diário uma das mais importantes é como ela descreve a personalidade e o grande caráter do Doutor Korczak que nos traz a reflexão para uso de uma pedagogia do amor e da liberdade, e que em épocas passadas este homem revolucionário já pregava e vivia.


Algumas ações e ideias revolucionárias do DR Korczak

*Para ele toda criança tem direito de sonhar e guardar para si seus segredos.
*A verdade deve sempre ser contada para as crianças.
*Todos tem o mesmo direito não importa classe, raça ou gênero.E que tanto meninos como meninas podem fazer as mesmas coisas.
*Dialogar e registrar o que sentimos e vivemos é uma forma de ser livre.
*Dr Korczak estimulava a criação de jornal entre as crianças e de diários para que elas pudessem escrever suas ideias, mostrando assim que as crianças são seres de direito.
*Educava a cuidar bem de seus pertences e materiais pelo exemplo, o próprio doutor limpava os sapatos das crianças para ensiná-las a cuidar do que  tinham.
*Era totalmente contra castigos físicos.E o melhor do que castigar é recompensar.Pedir desculpas, perdoar.
*Permitia que cada um pudesse fazer sua oração na forma como acreditava
*Descansar é tão importante como brincar.
*Cuidar do planeta e respeitar os animais era essencial
* Todos têm direito a voz. O doutor criou uma espécie de tribunal onde casos como agressão, roubo eram discutidos e julgados e receber pontos negativos e positivos, e aprender viver e obedecer regras.


No livro Blumka descreve relatos de como as crianças conviviam em liberdade para brincar, pensar, aprender valores e ensinamentos de amor ao próximo e ao meio ambiente. Até que chegou aguerra, mas não pode silenciar a voz do amor.



Diário de Blumka foi lançado em homenagem ao 70° aniversário da morte de Janusz Korczak, simultaneamente na Polônia e Alemanha.


O diário de Blumka é escrito pela autora e ilustradora: Iwona Chmielewska pela Editora Pulo do Gato

Vem você também conhecer?




E assistam aqui um pouco mais sobre a vida de Dr Kuczak e não se incomode se as lágrimas caírem.

3 comentários:

Renata disse...

Paula, sem respeito nenhum relacionamento se constrói. Muito excelente obra. Beijo! Renata e Laura

✿ chica disse...

Adorei a dica.Muito legal o livro! bjs, chica, lindo dia!

Cidália Ferreira disse...

Mais um postagem de grande nível!! Amei!

Beijo e um excelente dia.