quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Esconderijo do Amor


Onde procuro esconder-me ?
Da loucura dessa paixão ?
Debaixo do céu não encontro
Onde acalmar o coração
No mar em vã calmaria
Em brisa ou vôo pelo ar
Flutuando em bolhas de sabão
Em um leve deslizar
Nada me traz o oculto
Onde eu possa esconder
Esse amor em meu peito
Que teima em gritar a te querer
Amores em mil línguas eruditas
Em falar de um doce versejar
Brame ao sol e à lua
Que se enfeiticem a si
Acendam a chama de paixão infinita
Essa que anseio esconder dentro de mim
Não há uma morada ou paz
Que possa me abrigar
Ou me atiro na areia
Ou viajo pelo espaço sem lar
Nada me faz disfarçar
Este amor tão imenso e incontido!
Essa paixão que me faz cegar
Não há mais lugar que eu possa esconder-me
Só resta a esse sentimento me entregar!



Paula Belmino
**foto do mar de Natal RN praia de Pirangi!Em minhas férias Ano passado!

2 comentários:

francoemblog disse...

Seu blog foi presenteado com o selo "ESTE BLOG ACERTA EM CHEIO",
parabéns,se desejar, passe por lá para pegar.


http://francoemblog.blogspot.com/2009/08/selo-de-presente.html#comments

*Adriana* disse...

Dessa paixão não há esconderijo! Concordo com a poetisa só lhe resta se entregar.

Bjs
Adriana