sábado, 15 de agosto de 2009

Um doce Amargo


Tirei o doce da boca de minha filha
E me deu um amargo na alma
Escondi a chupeta de Alice
E fiquei sem calma
Disse que a barata passou por cima
Que a pediatra disse que daria doença na boca
Inventei mil motivos pra afastar ela do vício
E daquele calmante que adora depois do almoço
Alice minha menina
Tão inocente e em choro
Acreditou, mas não entendeu.
Por que dias atrás podia
E agora tudo era azedo em sua chupeta?
Mas retirei de uma só vez!
Disse que não mais daria
Sabendo mesmo que era pra seu bem
Mas ai que dor na minha alma
Vê-la dormir e querer seu tetê!
Chupar os lábios
Acordando de madrugada
Buscando a chupeta como costumava fazer!
Faz quatro dias sem chupeta...
Mas eu não ousei jogá-las fora, quis esconder.
Um misto de não querer crescer
E se ela não acostumasse a dormir sem chupar o doce de seu prazer?
Foi assim num apego incapaz de se dissolver
Que entre roupas de cama escondi duas delas
Ela tinha três se quer saber!
Onde andaria a terceira?
Debaixo da cama só hoje pude ver
Quando a menina entrou debaixo dela e a encontrou
Feliz a trouxe e me disse a correr: Lava mamãe!
Ai que eu só faltei morrer!
Joguei na lixeira na frente dela e reforcei a tese da barata que a ia comer
Ela sentadinha no sofá sem poder crer!
Eu com mil lágrimas nos olhos só pude pensar e refletir
E esse texto aqui conceber
Tirei o doce da boca de minha filha
Mesmo que tão amargo agora pareça ser
Pro seu bem ela depois vai entender!
Sentei-me perto dela e abracei
-Filha eu te amo!
Chorei demais não pude me conter
A menina o que estava a pensar?
Ali encolhida no canto
Lembrava da sua chupeta na lixeira a morar
E eu sofrendo como em passo de morte!
Na minha lama havia um chicote
O doce era tão doce
Mas que amargura eu causei!
Pudesse voltar no tempo chupeta alguma lhe daria!
E tristeza nenhuma eu e ela íamos ter!


Paula Belmino

9 comentários:

Edna Lima disse...

Que dó, pena, e coragem jogar a chupeta fora.
Mas ela vai esquecer, e vai te agradecer por ficar com os dentes bonitos. bjs

Chica disse...

Dá mesmo pena, mas é para o bem dela...beijos,chica

Marisa disse...

Amiga.. fase dificil essa , né? Morri de dó de meu Pietro. Troquei a chupeta por um brinquedo e ele chorava baixinho, mas não ousava pedir a chupeta, por medo de perder o brinquedo. Ainda bem que passa logo. Menos de 5 dias e ele já havia esquecido completamente. Beijos, amiga!

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil! - disse...

VejaBlog
Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
http://www.vejablog.com.br

Parabéns pelo seu Blog!!!

Você está fazendo parte da maior e melhor
seleção de Blogs/Sites do País!!!
- Só Sites e Blogs Premiados -
Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

O seu link encontra-se no item: Blog

http://www.vejablog.com.br/blog

- Os links encontram-se rigorosamente
em ordem alfabética -

Pegue nosso selo em:
http://www.vejablog.com.br/selo


Um forte abraço,
Dário Dutra

http://www.vejablog.com.br
....................................................................

MEUS PENSAMENTOS disse...

boa tarde querida vim pelo blog da edna.
não se martiriza vc fez o correto e do jeito certo e sempre enfatize a estoria das baratas ,mostre na net por onde elas andam vai ajudar muito força ,abraços!

Úrsula Avner disse...

Querida Paula,todas nós que somos mães e nos preocupamos com o bem estar dos nossos filhos vivenciamos dificuldades como esta. Cada fase tem as suas alegrias e perdas também. O mais importante é que sua filha sabe que você a ama e ainda que ela não entenda o motivo de certas coisas, ela sente o seu amor e é este sentimento que a torna apta a se desenvolver de forma saudável e feliz. Bj.

Andreia disse...

Oi Paulinha que prazer tê-la lá no meu cantinho!
É doloroso ter que tirar de uma só vez, mas é melhor assim aos poucos não dá certo e daqui a pouco ela se acostuma, você vai ver.
Sei que é de cortar o coração, também passei por isto com os meus, mas depois ela vai entender.
Beijinhos meu anjo e fique com Deus...

Alvaro Oliveira disse...

Olá Paula
venho penhoradamente agradecer sua visita e comentário em meu humilde canto.

Adorei ler este Doca Amargo,pela
forma suave e carinhosa como o
descreve. Não se arrependa desse
docinho amargo que deu a filhinha,
porque é um mal necessário. É uma
decisão que custa tomar, mas muito
necessária em tempo devido. A menina um dia vai entender.
Gostei de seu blog, em especial os
temas e a poesia (meu encanto).
Irei segui-lo. Volte sempre, Obrigado. Tenha uma linda semana.

Beijinhos

Alvaro

Andresa disse...

Existi mal necessários. Você seria uma pessima mae, se não tomasse uma atitude para ajuda-la. Não so sua filha sofreria preconceito pelos amiguinhos, como também vc seria alvo de comentario . Para tudo tem sua idade certa: fralda, mamandeira, chupeta..... se se vc deixar seu filho, nunca vai crescer...

Nunca se culpe pelo bem que faz a sua filha.

Um abraço