sábado, 18 de novembro de 2017

Uma andorinha só






Numa terra seca e quente
um talinho verde brotou
recebeu carinho e cresceu
os braços ao céu estendeu
parecia que queria brincar com as nuvens
e dela chuva tomar
então a vida foi se fazendo
chamando atenção dos bichos de outras bandas
todos queriam ver aquela plantinha
que crescia na terra vazia.
A planta deu flores e frutos
e do deserto se povoou um jardim
uma semente no cerrado
a produzir um jardim.

Paula Belmino

Essa poesia é inspirada no livro: Uma andorinha só de Luciano Pontes pela Editora Comunique que usei na escola para continuar nosso trabalho contextualizando as disciplinas geografia, história, Língua Portuguesa, Ciências, matemática, artes e  enfocando a sustentabilidade, a conscientização dos cuidados com o meio ambiente, principalmente com as plantas e com os recursos hídricos. Um alerta a cada um fazer sua parte, sabendo que em cada ação há uma reação e como diz o ditado: plantar para colher.Trabalhei anteriormente  Manoel de Barros e este livro tem o olhar atento às coisas miúdas, as coisas simples e tão importantes da vida.
O autor Luciano Pontes, também ilustrador fez o livro com muita magia, em papel reciclado levando a refletir sobre toda a causa ecológica.


Tivemos o prazer de conhecer o autor ainda na Jornada Literária aqui em Natal RN, ele é de uma simpatia impressionante e cheio de motivação que deixou a Alice apaixonada! Sua obra é de uma beleza terna e de muita importância.
As crianças na escola leram o livro, puderam conversar sobre a importância da natureza, relacionar a vegetação típica do cerrado, com a nossa caatinga, procurando semelhanças e diferenças, vimos a região do Brasil onde esse tipo de vegetação se encontra.
Relacionamos a obra do autor coma  de Manoel de Barros, mum objetivo de as crianças ampliarem o repertório e o conhecimento das obras de grandes autores, a interpretação e o neologismo das abstrações da poesia:

"Imaginei as crinas soltas do vento a disparar pelos prados com o menino" Manoel de Barros

" O vento acalentou nos balanço ventania" Luciano Pontes





Na interpretação e releitura do aluno João Álvaro: O vento balançou com calma

Após ler e ilustrar as crianças puderam reescrever a seu modo a história deixando-se imaginar e poder assim desenvolver habilidades de memorização, capacidade para concentrar e relembrar, usar a criatividade, e as regras ortográficas que sempre trabalhamos dentro do contexto do próprio texto, sempre corrigido depois num texto coletivo.

O texto foi fatiado para que eles pudessem er e colocar na ordem, observando assim a sequencia lógica e a coesão e ajustando assim a pauta.
Uma nova maneira de incentivar a ler e observar como escreve tal palavra.



Depois do texto lido e relido, as crianças memorizaram e puderam apresentar cada uma , uma parte do texto e depois organizaram o texto em cartazes ilustrando-o.


E puderam assim confeccionar seus próprios livrinhos:








Uma aula lúdica e com muito incentivo principalmente à leitura e á escrita, a vivenciar o momento lúdico da leitura literária.




Assistam:



Conheçam mais do autor e adquira o livro:


https://comunique-editora.lojaintegrada.com.br/uma-andorinha-so

Queremos também desejar ao autor Luciano Pontes um feliz aniversário na data de hoje!

Paula Belmino

8 comentários:

Iva de fatima disse...

Amei todo o trabalho mas adorei o vídeo do texto fatiado. Parabéns e Deus lhe abençoe

✿ chica disse...

Beleza do início ao fim e não há como não se encantar ao aprender! Bjs chica

Cidália Ferreira disse...

Uma postagem de encantar. Amei

.
Beijo e um excelente fim de semana

FILOSOFANDO NA VIDA Profª Lourdes Duarte disse...

Querida Paula, boa tarde! Que magnífica postagem, belo exemplo do escritor o livro de papel reciclado. Parabéns as crianças lindas e da para perceber que aprendem com prazer. Querida, você merece todos os aplausos. Parabéns! tenha um fim de semana de muita paz.

FILOSOFANDO NA VIDA Profª Lourdes Duarte disse...

Olá amiga!
Mais uma vez venho com muito carinho deixar o convite para o POETIZANDO E ENCANTANDO
Este é especial, chegamos ao 10º !
Neste convite, deixo os meus mais sinceros agradecimentos aos participantes que tem a cada semana nos encantado com suas belas participações.
Como esse poetizando é o décimo vou deixar uma dica daquelas que facilitará e muito sua criatividade.
A IMAGEM TEM UMA PESSIA DE BRAÇOS ABERTOS

Hoje, deixo os links dos meus blogs, caso alguns visitantes seus ainda não os conheçam, fiquem a vontade para visita-los e seguir, ficarei grata.

Links dos meus blogs
https://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/
https://professoralourdesduarte.blogspot.com.br/
https://lourdesduarteprof.blogspot.com.br/

Renata disse...

Riqueza de aula, cheia de amor. Beijo! Renata e Laura

Lucia Silva disse...

Fantástica partilha! É assim que vão florescer crianças leitoras e escritoras com consciência crítica e reflexivas das problemáticas ambientais, valorizando cada gota de água, cada planta e cada elemento, por menor que seja, da natureza. Parabéns pelo trabalho!
Beijos no coração e um feliz domingo!

Elza Interaminense disse...

Amiga Paula, encantada com seus projetos e o trabalho com as crianças. Que lindo os alunos lendo o livro e conhecendo o escritor. parabéns! muito sucesso! Bjus