terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Poesia pequena




Ah! A poesia das pequenas coisas
aquela que se prega na alma
e guarda o doce sonho da infância!

Quem dera pudesse essa poesia 
aviar o canto nos olhos e na boca dos homens 
fazendo-lhes cantar para sempre
como um bem-te-vi sem arredar a asa 
de cima da casa
enquanto não acorda quem lhe ouve dizer:
bem-te-vi, bem-te-vi,
mesmo sem nunca ter visto!

Eu quero essa poesia pequena
que não tem forma, nem métricas
nem rimas e nem alardes
apenas esboça o voo de uma borboleta 
e no perfume de uma flor faz sua casa.
Quero habitar nela o sonho
a esperança, a fé, 
e as certezas de um tempo bom!

Ah! A poesia completa
sem arranjos, no entanto,
sem nome e nem sobrenome 
pura e clara como a água
lavando as nódoas do coração
e a tristeza da face.
Fazendo tudo amanhecer mais bonito
como um dia de primavera.

Ah! Como anseio essa poesia pequena
tal qual uma formiga
fazendo caminhos na imaginação 
e trilhas de encantamento.
Essa poesia que borbulha no estômago
como mariposas em festa!

Essa poesia que entoa a paz
e ameniza as dores da alma.
Poesia pequena
nas minhas mãos a fazer graça!
É essa poesia onde vivo
e voo livre feito uma garça!

Paula Belmino

 Hoje é um dia especial dia do aniversário de Manoel de Barros que se vivo completaria 101 anos. Sua poesia é cheia de encantos e plena de natureza e vida. Por aqui pude apresentar alguns poemas de sua obra generosa para as crianças nos últimos dois anos enchendo as crianças de minha escola de primavera e esperança. Uma poesia para brincar e sonhar, musicada pelo Crianceiras que agora se afeiçoou à língua das crianças.
Ontem encerramos mais um ano letivo e levo agora na alma o sonho e o voo pela busca constante do amadurecimento e da plenitude para revigorar as armas com que luto para um mundo melhor.
Agradeço a  Deus por me permitir encher as crianças de poesia, sei que poderia ter feito mais e melhor, e não prometo ser melhor, mas tento à todo custo dar o melhor, pois as crianças precisam e é missão minha levar leitura para elas.

Alguns momentos com a  poesia de Manoel de Barros:








Apresentação da poesia de Manoel de Barros no Angelita Félix

Alice sempre me ajudando levar a poesia completa, a poesia de brincar para as crianças e nesse enceramento tocou O menino e o rio para as crianças interagirem

Assistam e se inscrevam em nosso canal:


E eu com eles dançando e cantando o poema: Bernardo



No fim de tudo as crianças entrarão nas férias e para que não fiquem sem ler doei com apoio da Editora Paulus por intermédio da amiga Eliete Marry um livro para cada um poder voar e brincar. Porque estudar é importante, mas ler é muito melhor . Ziraldo


6 comentários:

José de Castro disse...

Que belo poema homenagem, minha amiga... Manoel de Barros é um dos meus ídolos. Amo sua poesia... Fico feliz que você o lê junto com as crianças... Ele se foi, mas sua poesia árvore, passarinho, sapo e tantos animais e coisas simples como as formigas, ficará... Um grande abraço de PARABÉNS pela poesia pequena que FICOU TÃO GRANDE... Viva a poesia de Manoel de Barros, viva a sua e a nossa poesia de cada dia!!!

José de Castro disse...

Linda poesia homenagem, minha amiga... Parabéns...

Silvanio Alves disse...

O universo e toda diversidade são versos da ´poesia do Grande poeta e Manoel de Barros soube captar os poemas que o universo declama, poetisa! Bela trabalho, Bela homenagem e bela poesia!

Lucia Silva disse...

Poesia pequena de imenso e intenso impacto de beleza, sonoridade e sentimentos. Parabéns pelo bom gosto em encerrar o ano letivo com chave de ouro, com atividades tão prazerosas, construtivas e plenas de poesias. Obrigada pelo carinho constante aos meus espaços! Feliz Natal e um ano novo de muita paz e realizações!
Beijos no coração!

Cidália Ferreira disse...

Amei. As crianças merecem esta homenagem. Parabéns

Beijo e uma tarde feliz

Eliete Marry disse...

Quanta grandiosidade poética, as palavras nós leva a caminhar por entre coisas e sensações minúsculas que somente o olhar poético da autora é capaz de enxergar. O poeta é este ser que trás beleza e magia ao ver uma simples peneira carregando água, a um exército de formigas trabalhando em prol da vida, permite participar de festa com mariposas e assim tão lindamente e suave remove as tristezas e nódoas do coração da dura lida e ensina sem querer ser mestra,mais já sendo que o mundo é movido por crianças e poetas, como a Paula Belminio que nos encantou inúmeras vezes em 2017. Parabéns poeta continue ajudando a construir um mundo melhor cheio de fé e esperança com as crianças. O mundo urgentemente necessita de pessoas que arregaçam as mãos e ajudam a construir tempos melhores. Obrigada por nos fazer olhar a poesia do mundo!
E fico feliz em saber que as crianças teram leituras nas férias.