segunda-feira, 19 de maio de 2014

Parafraseando



Já disse o escritor Rubem Alves:

Aquilo que está escrito no coração não necessita de agendas porque a gente não esquece. O que a memória ama fica eterno.

E eu reedito:

"A memória é falha e tende a ser racional,é por vezes acometida de maus súbitos e se torna irreal, mas se se ama com pleno coração esse amor é pura paixão, eterno, imortal! " Amemos pois em toda esfera, em todo fervor de um coração entorpecido de amar, e assim o amor nunca será esquecido, nunca morrerá."

E é mesmo verdade, quanto mais se tenta apagar da memória, quanto mais o tempo rouba essa nossa história, mas o insano, o indissolúvel se torna forte. É um amor insano, uma dor no peito que nunca passa, sentimento sem remédio, obsessão que não passa. Amor louco e imortal, que aguarda que assim como as folhas voam ao vento, e as  pedras se encontram, um dia o destino traga a oportunidade de olhar teus olhos e minha alma beije seu olhar, mesmo que seja ao longe, um fadado sonho , que eu possa te abraçar.

Paula Belmino
*Foto da mão da Alice

5 comentários:

sueli disse...

Lindo!! arrasou!!! perfeito!!

✿ chica disse...

Beleza de post,Paula!! lindo! bjs, ótima semana,chica

Daniela Roos disse...

Passando para te desejar uma linda noite :)
bjocas

Tina Bau Couto disse...

Eu adoro Rubens Alves e rego minhas boas memórias, adorno, uso...
As ruins, qto mais tentamos menos se apagam e não tentando, pois não se apagam, agente tem é que deixar guardadas ou fazer bom uso delas :)

Antonio Reis disse...

Belíssimo parafrasear deste grande escritor. Engraçado li este pensamento dele num blog, penso que o da Calu e você o traduziu com arte e sabedoria numa ótima reflexão.
Que assim seja amiga.
Beleza de ilustração com nossa bela modelo.
Um terno abraço a ela.
Beijo de paz amiga.