domingo, 23 de junho de 2019

Ser mãe me deu sentido pra viver


Antes de ser mãe de Alice, perdi um filho,e quase perdi a razão de viver, mas lutei, fui sobrevivendo ao luto dia após dia, e como já contei aqui, quando achei que tudo ia passar, eu sofri um acidente que me impossibilitou de andar, de ser mãe, devido as sequelas, mas por teimosia engravidei, um milagre, o sonho de fazer real o desejo de ser mãe.
Ao ver a Alice , seus olhos me deram motivo para viver, para tentar ser melhor.
Tudo que eu faço é por ela, minha vida, meu trabalho, minha poesia.

Ser mãe me ensina a cada dia a ser mais paciente, a superar meus limites físicos e psicológicos. Quando me descobri mãe, esqueci meus problemas, meus medos, mesmo cheia deles, tentando ser mais confiante, sabendo da fragilidade de meu coração, de minha mente intranquila e cheia de traumas.




Ser mãe me faz evoluir, crescer, absorver conceitos e reinventar-me, tomar partido e posição, me colocar à frente de meu tempo, do espaço em que vivo para ser abraço, olhar, sorriso, palavra .
Com isto não digo que sou uma mãe excelente, pelo contrário, erro muito, por vezes magoo, mas eis ai a dualidade de ser mãe, bicho errante, que mais aprende com o filho, e pede perdão, sabendo não não ser heroína, e sim uma eterna aprendiz.


Ao ser mãe ficou para trás meus desejos de juventude, que demonizavam meu espírito, sempre à procura de um amor inventado na minha memória, e s[o quando mãe  percebi que ao nascer a Alice, o amor verdadeiro estava em mim,  pulsando agora fora de meu coração. Um amor para vida inteira, que me fez deixar o luto, a lágrima, a saudade de um filho morto,
para ser mãe de um anjo que  agora pousa a mão em minha mão, um beijo em minha face, o brilho de seus olhos nos meus. Ao ser mãe eu renasci, ressuscitei de dentro para fora.

Paula Belmino



Esta é minha participação na Blogagem Coletiva  Projeto: Na Casa Da Vizinha – Blogagem Coletiva uma iniciativa de Cris Philene e Tê Nolasco

9 comentários:

chica disse...

Que lindo!!! E eu que tanto tempo te acompanho sempre soube do quanto a Alice te acrescentou de amor e alegria à vida! Lindas fotos e participação! beijos,chica

Unknown disse...

Que depoimento emocionante,Paula! A força do amor salva e faz miligre!

Unknown disse...

Que depoimento emocionante,Paula! A força do amor salva e faz milagres! Um abraço

Toninho disse...

E a Alice cresceu numa bela mocinha com certeza plena de belos ensinamentos como tenho acompanhado de longo tempo dela pequeninha. Uma menina envolvida com a comunidade e seus deveres bem alimentados e estruturados. Bom Paula chegar este momento de sentir realizada não por ser mãe, mas de ter feito o melhor de si na educação e criação da Alice.
Belos momentos neste relax da escola e bem merecido para vocês.
Carinhoso abraço amiga e beijo para Alice.
Sua participação ficou ótima com toda sua historia e experiencia.

Cantinho de Poesia disse...

Que lindo depoimento amiga...

Cris disse...

Oi Paula,
Ah... essa maternidade que poder extraordinário de nos fazer superar muitas coisas, amiga imagino o quão dolorido foi a perda de um filho... o acidente e tudo mais antes de Alice chegar, mas, depois que ela chegou vc renasceu!!
Não somos perfeitas e nem seremos, mas, com certeza vamos trilhando o caminho desejando e fazendo o possível pra ser melhor a cada dia.
Obrigada por vir conosco nessa Blogagem.
Bjs, Cris

Renata disse...

É assim, Paula, ficamos marcadas e realizadas por confiarmos o futuro nas mãos dAquele que tudo vê, sabe, pode e faz. Linda a sua participação! Beijo. Renata e Laura

Bolhinhas de Sabão para Maria disse...

Oi Paula, é o milagre da vida, da maternidade que digo ser um privilégio!
História linda e momentos marcantes seu e de Alice.. que aliás, está uma moça linda!
Maternidade é isso, superação, aprendizados, erros, acertos, mas muito amor acima de tudo!
Muito obrigada pela participação. Participe do próximo post que terá o título:
"Vida Corrida! E a maternidade como fica?"
Os tópicos estão nos nossos blogs..

Beijos a vc e Alice

Tê e Maria ♥

Unknown disse...

Que lindo! Ser mãe é tudo ISSO mesmo, é uma realização divina,é realmente o verdadeiro AMOR brotando de dentro para fora!