quarta-feira, 29 de abril de 2009

Ser Mãe




Ser mãe:
Poder beijar o filho e tocá-lo, senti-lo real.
Saber que o sonho outrora distante se fez natural,
Milagre de amor.
Olhar dentro de seus olhos e se completar.
Ser mãe! Amar!
E ser correspondido pelo filho.
Um dia de mãe vale ouro, pois filho é tesouro a contar
Nos faz feliz em qualquer que seja o lugar
Ou em qualquer dia da semana, a ele se ama,
Sem dúvidas, sem medo de perder.
O filho faz a mãe rica e adornada de amor e afeto.
Estando por perto o filho tudo vira ouro!
O filho é tesouro.
E em dias de mãe vale jóia, ouro enfim,
Pois a cada dia de nossa vida os nossos passos são guiados a luz,
O que nos ilumina? O fruto do nosso ventre.
Um dia de mãe que vale ouro?
No despertar do sol a iluminar refletindo luz e energia caminharmos de mãos dadas pelos campos e jardins, colhendo flores de uma paixão que não se apaga, já que é fogo de Deus.
Ter em volta da mesa os filhos amados, adorados, ao repartir do pão e do coração.
Um dia de mãe vale ouro, enriquece, transforma e purifica.
Beijar, abraçar, se está junto, brincar e poder sorrir.
Sabendo que mãe se é todo dia e nessa alegria somos imortais,
Pois a mãe que ama não morre jamais.
Fica tal como ouro: eterno, brilhante e raro.
Mãe a jóia mais cara!
Um dia de mãe vale ouro: Faz rica, faz feliz, faz amada e abençoada, pelo amor que nem todo ouro da terra pode comprar.

Paula Belmino

Um comentário:

bergilde disse...

Que maravilhosa as qualidades do ser mae expressas com sua poesia. Nao ha Amor maior e so sabe quem é e ou se sente mae.