terça-feira, 2 de junho de 2009

Dor da Gente





Quanta dor!
Um avião que voou e não pousou,
Sobre o mar desapareceu,
Mergulhou?
Não acenou!
Vida leve em nuvens do céu
Foram morar com Deus
Um adeus!
Uma notícia de quem se ama clamam!
Pássaro grande bateu asas e sob o azul se escondeu!

Paula Belmino


*Em solidariedade aos familiares dos passageiros do vôo AF 447 da Air France, que Deus possa confortar os corações!

8 comentários:

luanaferraz disse...

Verdade linda, quanto dor...enquanto uns acordam pra vida, outros dormem sem voltar pra ela, sem ao menos esperar por isso...

Um beijo, acho lindo, verdadeiro o seu cantinho.

Um beijo

Anônimo disse...

linda a poesia Paula, pena que triste....

Rose Tunala disse...

Oi querida,

Através dessas dores vemos o quão é incerto nosso tempo por aqui.
Então, vamos abraçar com afinco nossas causas, amanhã poderá ser tarde.

beijinhos, com carinho

Liciane disse...

Que coisa mais triste isso... Poesia linda! Bjss

douglas disse...

Essa dor deve servir no mínimo de alerta a quem fica, para dedicar-se mais à vida, seja a nossa e ou a do próximo, orar em prol de quem fica para suportar a perda dos que se foram, e por eles, para que encontrem a paz necessária em sua nova dimensão... Parabéns! E que Deus nos abençoe e nos ilumine... Sempre...

Bergilde Croce disse...

Pensamos sempre em viajar com segurança, mas quem pode controlar a chave do nosso destino?
Seu poema exprime muito bem essa nossa sensaçao de dor e desolaçao.Restando-nos como credentes cristaos apegar-nos à fé e no poder da oraçao para nos proteger e dar conformaçao aos parentes e amigos daqueles que se foram no ar ...
Abraço grande!

Angela disse...

Que Deus ilumine as famílias e encha de luz o caminho destas pessoas que se foram de maneira tão trágica.


Seu blog está lindo...adorei.

Bjos
Angela e Fernanda.

BarbieGirl disse...

Quanta dor, quanto desespero...
Já é terrível enterrar alguém querido, imagina, nem ter essa chance...
A angustia de não saber o que houve, onde está o avião, onde estão estas pessoas... é triste.
Essa história me comoveu d+!!